Duelo da Semana

Boas,

Pensavam que me tinha esquecido de um jogo em particular esta semana? Não!

A partir de agora, o site nflempt.com, permitir-lhe-á ver uma análise mais detalhada de pelo menos um dos jogos de cada semana.

Nesta rubrica, prometo imparcialidade, um pouco de romantismo, mas sobretudo, um resumo e uma análise concreta daquilo que se passou no “gridiron” (este termo aplica-se bem num jogo como este).

E para esta semana, escolhi um jogo entre duas das equipas com mais adeptos em Portugal:

Dallas Cowboys @ New England Patriots

     16 – 20    

Correndo o risco de ser “abordado” por ambas as facções ( e acreditem que são mesmo bem recheadas dos dois lados), escolhi um jogo que tinha todos os ingredientes para ser atractivo e ofensivo.

De um lado tínhamos o Tony Romo (que recolheu durante a semana muitas previsões favoráveis sobre o estrelado que iria construir após este jogo, muito graças à defesa duvidosa que os Pats têm apresentado), o regresso do seu WR de referência – Miles Austin e um DeMarcus Ware com “fome”.

Do outro, uma constelação já formada com o Tom Brady (não necessita de apresentações), Wes Welker (para mim o melhor WR da Liga até agora), os TE’s (que boa dor de cabeça) Rob Gronkowski e Aaron Hernandez, e o nem sempre apreciado (talvez por ter nome de gabinete de advogados) BenJarvus Green-Ellis, um RB que tem sido digno da equipa (grande performance na semana passada).

Deixando as apresentações, e passando ao jogo em si:

Rob Ryan (o irmão barrigudo e gadelhudo, estilo rocker dos anos 70, do Coach dos Jets, sim esse que tem problemas pessoais com metade da liga, e se não os tem, inventa-os – Rex Ryan), tinha sido contratado aos Browns, por ter na época passada “secado” o mesmo QB que iria enfrentar no jogo de hoje (ontem), ora como sabemos essa táctica é arriscada quando o mesmo se chama Tom Brady. No entanto, os Patriots marcaram menos de 30 pontos no jogo, algo que não acontecia desde 7 de Novembro de 2010 (Bengals).

O jogo manteve-se equilibrado até final, tendo o empate sido desfeito com um FG de 26 jardas de Dan Bailey, dando ao “scoreboard” um resultado de 16-13.

Duelo final:

Intervenientes: Rob Ryan e Tom Brady

Local: algures entre as 20 jardas dos Pats e a End Zone dos Cowboys

Tempo: 2:31 para jogar

Pensem em dois pistoleiros e naquele momento em que a moeda voa antes de começar o tiroteio, pensaram? Então não viram o drive final!

8 passes em 9 tentativas (todas em shotgun, pois trata-se de um pistoleiro da pesada) com um rush de 2 jardas pelo meio, tudo isto para 2:04 depois o golpe final ter sido desferido e a bola entregue ao Aaron Hernandez para o TD da vitória, com o ponto extra marcado: 16-20.

Tom Brady fizera o que costuma fazer, o difícil. Ele que é tão metódico, aprendeu com o jogo do ano passado e com o que estava a acontecer neste, atingiu o adversário com tiros sucessivos e certeiros de shotgun, uma defesa Anti-Brady, que ficou estatelada no chão.

Rob Ryan perdera, montara muito bem a estratégia, mas enfrentara um dos maiores de sempre da modalidade. Felicidades ao vencedor, sentimentos de pesar ao vencido, mas este desporto tem um Hall of Fame recheado de pistoleiros e outros guerreiros que venceram os duelos, não de vencidos.

Para mim, a prestação dos outros jogadores foi normal, com altos e baixos, mas este duelo foi particularmente interessante tendo cativado toda a minha atenção (tanto queria falar sobre o Romo, mas não me deu grandes motivos, para tal) e quase toda esta crónica. Ora como só comento aquilo que os meus olhos vêm (ou querem ver para alguns), deixo-vos a minha “visão do jogo”, assim como as stats que falam por si:

Tom Brady (27 passes para 289 jardas e 2 TD’s)

BenJarvus Green-Ellis (14 corridas para 58 jardas)

Rob Gronkowski (7 recepções para 74 jardas)

Tony Romo ( 27 passes para 317 jardas e 1 TD)

Miles Austin (7 recepções para 74 jardas)

DeMarcus Ware (2 sacks)

Espero que tenham gostado ou detestado, mas que pelo menos a crónica não vos deixe indiferente. Por isso, comentem, ajudem a melhorar…

Mc

Charles Brito

Advertisements

18 comments on “Duelo da Semana

  1. Boas pessoal!

    Primeiro felicitar e congratular o charles pelas suas crónicas que em muito vêm ajudar a enriquecer e engrandecer este nosso “local” de discussão sobre nfl, este desporto que tanto adoramos…

    Bem quanto ao jogo, e correndo o risco de quase sempre que comentar ser para “chorar” uma derrota dos Cowboys aqui vai…

    A meu ver e deixando as análises para quem mais sabe, o que tenho para dizer é: faltavam para ai 3 minutos e tal, Dallas fica com a posse de bola pois defendeu bem e obrigava os patriots a uma 4º tentativa e estes deram-nos a bola, ora, Dallas conseguiu ter posse de bola para aí 1 minuto (sem avançar nada no terreno)… Se eu já estava mesmo a ver que ainda ia dar para o empate não queria acreditar que desse para a derrota, mas a sucessão de passes foi começando e após 2 ou 3 já se estava mesmo a ver o desfecho que ia ter…

    Se perder custa, perder desta forma e sistematicamente custa muito mais e vão-se perdendo oportunidades que já não voltam e a complicação começa a ser evidente para chegar aos ply-off… Bem vale-nos um jogo fácil para a semana (não leves a mal Pedro 😉 !), em casa com os Rams.

    Go COWBOYS!!! simply the best team ever!

    • Boa tarde Carlos,
      Muito obrigado pelas tuas palavras de felicitações.
      Realmente Dallas tem a posse de bola por um curto periodo de tempo (1:05) antes do drive vitorioso dos Pats, no entanto, e dado tratar-se de um jogo com uma pressão muito elevada, é “normal” existirem drives infrutíferas. Tratou-se de uma lotaria, em que a “sorte grande” sairia a uma das equipas, claro está, saiu á equipa que tem um melhor QB.
      Quanto ao Tony Romo, a minha opinião acerca dele já foi publicada aqui, e não vou repetí-la para não ser acusado daquilo que não sou… (mas sim, esperam-te mais algumas lágrimas)
      Mc
      Charles Brito

  2. Boas,

    Foi um grande jogo e muito mais equilibrado do que estava à espera.

    Destaco alguns aspectos. Primeiro, que a defesa dos Patriots não é assim tão má como se diz. Na parte final do jogo conseguiram minimizar as intercepções do Brady, não cedendo touchdowns e limitando os Cowboys a field goals. Depois, a dois minutos do fim pararam o ataque dos Cowboys dando uma oportunidade para o Brady se redimir dos seus erros.

    Segundo, no quarto período, nos drives onde os Cowboys tiveram de se contentar com field goals, muitos comentadores americanos disseram que o play call feito pelo Jason Garrett demonstrou que ele não tem lá muita confiança no Romo, optando por jogas muito conservadoras em corrida sem correr o menor risco.

    • Boa tarde Miguel,
      Se estivesses na pele do(s) coach(es) dos Cowboys, terias feito algo diferente?
      Recordo que o QB que tens á disposição é um Tony Romo (com toda a carga dramática), com colete em kevlar (por causa da lesão que ainda o atormenta), e o adversário são os Patriots em casa deles…
      Pode parecer demasiado cauteloso, mas podia ter resultado, e não vejo nisso qualquer falta de confiança no Romo, apenas uma táctica menos arrojada…
      Claro que para nós (espectadores) o melhor teria sido um guião com “big palys” para o espectáculo, mas nem sempre acontece.
      Apesar de tudo o que se diz, o Tony Romo está firme, e a equipa conta com ele.

      Mc
      Charles Brito

  3. Boas Charles

    Eu não pude ver o jogo, e portanto achei que resumiste muito. Resumiste 95% do jogo assim: “O jogo manteve-se equilibrado até final, tendo o empate sido desfeito com um FG de 26 jardas de Dan Bailey, dando ao “scoreboard” um resultado de 16-13.”

    Acho que falaste, e bem, dos aspectos à volta do jogo mas precisavas de falar mais do jogo em si.

    • Boas Valdemar,
      Obrigado pela crítica.
      De facto resumi “bastante” os aspectos dos jogos, mas não querendo maçar em demasia os leitores, tinha duas opções: comentar as incidências do jogo ou falar do duelo em particular.
      Como poderás ver nas stats publicadas e no resultado final, não se tratou de um jogo com muitas incidências.
      Ora, estava eu sentado no sofá a ver o jogo, e só conseguia ver “o duelo”. Não consegui ser tão imparcial (como poderás ler no meu perfil, não sou adepto dos Pats) e analítico quanto poderia ser.
      Optei por narrar esta pequena história em detrimento de uma análise global do jogo em si.
      Esta rubrica semanal de análise/comentário sobre um (ou vários se possível) jogo, terá uma vertente romântica sobre como vejo o jogo e não sobre o que aconteceu propriamente dito.
      Claro está, tentarei escolher o ou os jogos que sejam mais do que um jogo, ou tenham particularidades além do confronto em si.
      Pretendo com isto abrir um debate para todos, prometendo responder assim que possível a cada solicitação.

      Mc
      Charles Brito

      • Olá

        Acho uma boa opção a tua crónica ter uma “vertente mais romântica”.
        Estou ansioso que faças um Duelo da Semana com os meus Packers.
        Mas ainda é capaz de demorar, dado o calendário.

  4. Hey Amigos,
    I´m Back!!! não totalmente, mas cheguei a casa hoje…
    Volto para a semana, á faca para tirar mais osso!!! Se fosse na NFL já deveria ter acesso a reformar-me!!

    Os meus Pats tiveram 1 pouco abaixo, mas deu para ganhar. Não vi o jogo mas acredito que o Ricardo mordeu-se todo!! Ganhei-lhe em duas frentes Looool.

    PS: Grande crónicas Charles, dá-lhe com a Alma!!!
    Abraço
    Vasco

  5. Boa tarde e obrigado por fazerem um bom trabalho em explicar a modalidade aos telespectadores que vejam pela primeira vez NFL.
    Tenho duas perguntas para fazer:
    1) Qual a vossa opinião sobre o Cam Newton? Sigo-o desde os tempos de Auburn e acho que temos nele um Michael Vick mas em bom (eheheheh);
    2) Por último, acham que os Patriots este ano têm hipótese de chegar até Indiana (Super Bowl)? Bem sei que a defesa está a melhorar mas… tenho as minhas dúvidas!

    Um abraço e continuem a “evangelizar” a malta em Portugal!
    GO PATRIOTS!

  6. Boa noite

    Era só para deixar um abraço aos dois e dar-vos os parabéns pelo facto de não só comentarem o jogo, como também o explicarem e retirarem as dúvidas.
    GO STEELERS!!! GO BIG BEN!!! Já que a minha Fantasy Team vai levar uma sova hoje, ao menos que os meus Steelers ganhem!!!

    Abraço também ao bernardo (Cardinals) e duarte (Patriots).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s