Dentro da Game Room para a semana 14

Um debate sobre quem deve ser o rookie do ano


Um debate muito interessante acontece neste momento na NFL e que à medida que nos aproximamos do final da época ainda mais aceso vai ficar. Num ano com muitos rookies (jogadores de primeiro ano) a terem desempenhos fantásticos, há dois que têm monopolizado as atenções.

Cam Newton de Carolina (e o favorito do “amigo de podcast” NFLemPT, Will Brinson) conseguiu já dois jogos com 400 jardas em passe e já tem mais de 3.000 jardas e ainda não chegámos a dois terços da época regular. Mas os Panters sob Cam Newton são uma equipa que está no fundo da classificação, e ainda não se mostrou competitiva ao ponto de lutar por apuramentos para os playoffs.

O contrário pode ser dito de Andy Dalton. Com os Bengals na luta pelos playoffs, apesar de estar em desvantagem quando comparado com uns Ravens ou uns Steelers, ninguém poderia pensar que a equipa de Cincinatti. Principalmente depois de anos de mediocridade e de grande disfuncionalidade, espelhadas pelo fiasco que foi a forma como a organização lidou com a saída de Carson Palmer como titular a quarterback (QB).

Dalton mostou uma maturidade e uma prontidão incomum para um jogador tão novo. Tem liderado pelo exemplo, sendo um estudioso do jogo, tomando boas decisões e levado a sua equipa à vitória, com um muito razoável 60% de acerto e passes para mais de 2.500 jardas, mais de 15 touchdowns e menos de 15 intercepções.

Para juntar a tudo isto, de referir que Dalton também conseguiu facilitar a vida a A.J. Green, que também seria de esperar tivesse uma “curva de aprendizagem” muito mais lenta, ao contrário da época de “veterano” que A.J. já mostrou ser capaz de fazer.

Os Bengals já conseguiram virar três jogos quando estavam a perder por pelo menos 10 pontos ao intervalo, o que empata um recorde da NFL. E Dalton faz isto com uma discrição e tranquilidade que parece quase desajustada para um jogador de primeiro ano.

O que Dalton mostra em discrição, Cam Newton compensa com exuberância. O “superman” que finge que abre a “camisa” para mostrar o “S” do uniforme de super-herói já se tornou um “must” nos highlights da NFL. E Cam podia ter muito mais vitórias se a equipa defensiva de Carolina tivesse melhores jogadores em posições chave. Os Panthers são a 24ª equipa na NFL na defesa, com uma média de 27.7 pontos permitidos. Assim, “só” é pedido a Cam para marcar pelo menos 28 pontos para a sua equipa ganhar, e ainda por cima sem um jogo em corrida que possa tirar a pressão sobre o QB rookie.

Só para ver a qualidade de Newton, ele está empatado para quinto na Liga em drives (sequência de jogadas em ataque) com mais de 10 jogadas, com um total de 21 drives: os outros QB’s empatados? Drew Brees, Matt Ryan, Big Ben e Aaron Rodgers.

Independente de quem ganhar, ganha principalmente a NFL.

Advertisements

2 comments on “Dentro da Game Room para a semana 14

  1. Na minha opinião penso que quem sairia vencedor seria o Dalton… não só por ser um fa dos Bengals mas tambem por que acho que a função de um QB não é so de passar a bola e ter menos sacks ou intercepções, tem tambem a função de motivar a equipa e coordena-la visto que os QB são os jogadores mais respeitados na NFL… Newton é tambem um grande jogador e promete muitas alegrias para os adeptos dos Panthers, se calhar ainda melhor QB que o Andy mas na minha opinião sinto que ainda não cumpriu a missão de se relacionar com os seus colegas…
    Penso que exemplo disso é A.J Green, Simpson, Gresham que fazem uma grande “connection” com Andy Dalton

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s