Ups and down para QB’s para 2012

“Up and Downs”, para os Quaterbacks (QB) que vão estar em “alta” e quem vai estar em “baixa”


Em alta

Drew Brees. Não parece haver qualquer maneira de Brees sair de New Orleans. A única questão é se os Saints tiverem de usar a “franchise tag” em Brees (de forma a anular qualquer outra oferta) podem perder Carl Nicks e Marques Colston, o que não deixará Brees muito contente.

Alex Smith. Rescreveu a sua carreira com a entrada de Jim Harbaugh como treinador principal dos 49ers. De acordo com o sítio Pro Football Focus, o ano passado foi o terceiro melhor QB em percentagem de acerto, atrás apenas de Aaron Rodgers e Drew Brees. Parece que Alex continuará a ser um 49er, e os 49ers são a equipa do Smith.

Jason Campbell. Não tem tido muita sorte na sua carreira, teve 25 coordenadores ofensivos desde a Universidade, há dois anos que não consegue ser competitivo por causa de lesões. Mas é um QB que pode ser uma boa opção para uma equipa que precise de talento para comandar uma equipa que tenha o seu jogo mais baseado em corrida e passes longos.

Matt Flynn. Nunca é uma boa ideia contratar um QB porque teve uma mão cheia de bons jogos como profissional…mas Matt parece querer quebrar esse molde e ser um QB de sucesso como uma equipa que queira investir num bom braço e num football QI que parece acima da média. Ou pode ser que Flynn seja apenas um “produto do sistema” dos Packers e quando no comando de uma equipa de torne num Matt Cassel.

Em baixa

Peyton Manning. O terceiro melhor QB na história da Liga em jardas em passe (54,828) em touchdowns em passe (399), quatro MVP’s. No entanto não sabemos se ele está totalmente curado, o que é um risco tremendo para qualquer das equipas que o queiram o contratar: ou Colts, ou Cardinals, ou SeaHawks, ou Titans, ou Jets ou Redskins.

Chad Henne. Após uma época onde mostrou potencial mas não conseguiu impor o seu jogo, Henne tem agora de se preocupar se os Dolphins podem ir buscar Matt Flynn (ver acima), ou se podem seleccionar um QB no draft.

Kyle Orton. Passou de QB com capacidade para liderar uma equipa para um “buraco negro” que parece apagar o brilho a qualquer organização. Ou vai para os Washington ou para Jacksonville e seguramente ser um QB suplente ou até mesmo terceiro na lista.

Vince Young. Não consegue se afirmar como QB e carrega uma “imagem” de ser um “cancro no balneário”. Para além disso é uma máquina de intercepções. Pode ter algum sucesso como QB numa equipa que jogue no estilo “read option” (como é o caso dos Broncos com o Tim Tebow). Mas não parece haver nenhuma equipa interessada em fazer essa aposta.

Rex Grossman. Depois da época do Beck and Rex show, estes dois QB’s são “radioactivos”. Em principio terá de lutar (mais uma vez) por uma oportunidade, e seguramente contra um QB rookie ou um veterano, ambos com muito mais expectativas para ser o QB do “momento” do que Gross.

Advertisements

3 comments on “Ups and down para QB’s para 2012

  1. ah! era só sobre quem estava com o contrato em dúvida….

    bem não percebi… pensei que fosse QB que apostassem para estar em alta ou baixa na proxima época…(do geral, de todos)

    Esclarecido então!

    Mas mantenho o que disse noutro contexto, o Romo vai tar estar em altas na próxima época!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s