Fantasy League – Demasiado arriscado para mim

Boas!

Nada custa mais ao dono de uma equipa, do que escolher nas primeiras rondas um jogador com enormes expectativas e que fazem uma época… miserável ou muito inferior ao que se previa.

Lesões, “holdouts” e outros motivos levam muitos donos ao desespero (eu que o diga). Claro que todos passamos por isso, e nunca poderemos evitar casos como os de: LaGarrett Blount (lesão cerebral, sem contusão), André Johnson (lesão), Peyton Manning (eu sei, nesta fui crente), Rashard Mendenhall (nunca percebi porquê, pois tem enorme potencial, e joga numa equipa que tradicionalmente gosta do jogo em corrida), Reggie Wayne (sim, apostei nesta dupla na última época), Chris Johnson (money, money, money), Darren McFadden (lesões constantes, mas um potencial assombroso)…

Sim, ao longo das últimas épocas escolhi alguns destes jogadores na 1ª ou 2ª ronda, para colocá-los rapidamente na waivers list, tendo deixado “passar” jogadores que teriam feito a diferença.

Assim, vou partilhar convosco o nome de alguns jogadores que acredito serem potenciais flops, ou estarão demasiado altos nos rankings para mim e devem ser muito bem considerados ou evitados:

Chris Johnson – RB – Titans (1ª ronda)

“CJ2K” continua a viver da sua alcunha, e a ser colocado numa posição muito alta nos rankings, no entanto, e desde a famosa época das >2000 jardas, Johnson nunca justificou merecer ser escolhido nas primeiras duas rondas.

Prós: É o RB nº1 da equipa, e possui um talento enorme.

Contras: Parece alhear-se do jogo, e estar mais preocupado com a sua conta bancária.

Victor Cruz – WR – Giants (2ª/3ª ronda)

Será que o dançarino de Salsa merece ser escolhido nos primeiros 20/24 jogadores? Eu acho que não! É verdade que na última época passou de jogador de treinos para 1ºWR da equipa campeã, mas para mim, Nicks continua a ser o melhor e mais talentoso receiver da equipa.

Prós: Tem talento, e beneficia da presença de Nicks na equipa, que lhe dá automaticamente mais espaço. A saída de Manningham, consolida o seu estatuto.

Contras: As defesas adversárias vão estar mais atentas, e esterão devidamente documentadas sobre ele.

Michael Turner – RB – Falcons (3ª/4ª ronda)

Turner definiu-se ao longo dos anos como um RB fiável e que debita números muito interessantes. No entanto, a equipa de Atlanta parece estar a direccionar o seu jogo para o passe, sendo possível que Turner não chegue ás 1000 jardas.

Prós: Turner é uma mais valia em qualquer equipa, e os Falcons têm esta época mais obrigações do que o normal, sendo que a equipa pode direccionar-se rapidamente para o jogo em corrida caso as coisas estejam a correr mal.

Contras: A equipa parece apostar definitivamente em Matt Ryan e no jogo em passe para dois dos melhores WR’s da Liga, retirando protagonismo a este veterano.

Jordy Nelson – WR – Packers (4ª ronda)

A última época foi sinónimo de sucesso para Nelson, no entanto, e embora seja crível que Rodgers continue a espalhar “rebuçados” por todos os seus receivers, os seus números deverão sofrer um corte significativos, ja que foi o jogador com o maior rácio de TD/jardas da Liga. Isto é, poucas jardas para tanto TD.

Prós: Ser receiver de Aaron Rodgers é um alívio para qualquer receiver, sendo expectável que sendo o WR nº2 da equipa, Nelson receba inúmeros passes.

Contras: Para escolher Jordy Nelson, teremos de apostar nele como sendo um dos 10 melhores WR’s…

Os últimos 2 jogadores vão custar-me imenso:

Adrian Peterson – RB – Vikings (2ª ronda)

Parece irreal colocar “All Day” nesta listagem, pois ao longo dos anos foi o RB nº1 das Fantasy Leagues, mas a verdade é que sofreu uma lesão muito grave (e ainda pior na posição dele), sendo um autêntico “tiro no escuro” gastar a 2ª escolha neste jogador. Se voltar e for o mesmo: é “Money in the bank!”

Prós: Para quem gosta de arriscar, Peterson, pode em caso de sucesso, ser o jogador com mais pontos na Fantasy League, e por exemplo, ter Rodgers e Peterson bem, significa 50/60 pontos garantidos por jogo.

Contras: Vai voltar e ser o mesmo? Quando vai começar a jogar? Muitas incertezas neste momento, para ser a 2ª escolha…

Cam Newton – QB – Panthers (1ª ronda)

Não se trata propriamente de um flop, mas sim de um “reach”. Neste caso temos de separar a Fantasy League da Liga na realidade. Na NFL guiará os Panthers a mais vitórias do que na época passada, no entanto, nas Fantasy Leagues não acumulará tantos pontos (foi 3º ano passado apenas atrás de Rodgers e Brady). Segundo análises á equipa, os Panthers apostarão no jogo em passe, mas sobretudo, irão definitivamente colocar DeAngelo Williams e Johnatan Stewart como a melhor dupla de RB’s da Liga, sendo crível que Newton “chame” menos vezes o seu número na Red Zone.

Prós: Continuará a ser o QB com mais TD’s em corrida, e posicionar-se á como 5º ou 6º melhor QB das Fantasy Leagues.

Contras: Os quase 400 pontos que acumulou na última época serão inatingíveis.

P.S. Volto a dizer que neste caso, não podemos considerá-lo um Flop, mas sim, um jogador que “custará” uma escolha demasiada elevada para os números que vai apresentar. Não alinho na “Sophomore Slump” e noutras críticas que no passado foram todas ridicularizadas!

Outras referências:

Mike Wallace: Será o WR nº1 dos Steelers?

Wes Welker: O franchise tag far-lhe-á bem?

Ryan Matthews: Aguentará uma época interia?

Maurice Jones-Drew: Mais um jogador em  “holdout”…

Advertisements

2 comments on “Fantasy League – Demasiado arriscado para mim

  1. Deviam fazer um podcast em que vocês fazem uma espécie de Mock Draft, era engraçado lol. Assim temos um inside knowledge

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s