Dentro da Game Room para a semana 2 (2012)

Nesta semana, no Dentro da Game Room, depois de anos de mediocridade e inépcia… a NFC Oeste é (novamente) uma powerhouse?

Nos últimos anos, a NFC Oeste, onde estão as equipas dos San Francisco 49ers, os St. Louis Rams, os Seattle Seahawks e os Arizona Cardinals, tem sido considerados como uma “W” (uma vitória) no calendário das equipas que iriam jogar contra estes (tão fracos) adversários.

Este ano?

Os Cardinals e os 49ers estão 2-0 (duas vitórias, zero derrotas). Os Rams e os Seahawks estão 1-1, mas sendo que os Rams perderam contra os Lions no último minuto, e os Seahawks perderam contra os Cardinals.

Esta semana então, 4 jogos, 4 vitórias (duas delas comentei os jogos na SportTv, como tal deu para ver “de perto” os Rams e os 49ers), com a inesperada vitória de Arizona em New England e a “tareia” dos Seahawks aos Cowboys.

Apesar de o jogo ter sido ganho com um pontapé falhado, a verdade é que a defesa dos Cardinals limitou os Patriots a 18 pontos no ataque, enquanto no nordeste Americano, num estádio sempre muito difícil de jogar, a “high power offense” dos Cowboys (ou pelo menos assim gostam de pensar os fãs da equipa) conseguiu marcar um misero touchdown (TD). Os Rams permitiram 28 pontos, mas foi contra uns Redskins quase literalmente nas nuvens com o bom jogo do RG3, e finalmente os 49ers pararam Stafford e Megatron para (mais) uma vitória convincente.

Como disse no ar durante a transmissão do jogo, os 49ers não só estiveram a um retorno “em condições” de um punt para chegarem ao Super Bowl, como este ano começam a ser vistos como um dos grandes candidatos na NFC para chegar ao grande jogo. O ano passado todo o mundo da NFL ficou “chocado” com o registo de 13-3 e muitos pensaram que a equipa iria estar francamente pior este ano. Mas não é o que se está a ver. A defesa está muito bem, muito rápida sobre a bola e os jogadores com bola, e o ataque parece… bem, parece os Packers. Alex Smith muito bem no jogo pelo ar, e Frank Gore a ganhar jarda após jarda em corrida.

Seattle, St Louis e Arizona têm problemas para resolver: os Seahawks não têm receivers que tirem o “peso” de cima do rookie quarterback (QB) Russel Wilson e os Cardinals, para além do Larry Fitzgerald têm… quem? O QB dos Arizona, Kolb, é aquela incógnita que toda a gente concorda que realmente é. Em St Louis, Sam Bradford precisa de ser mais bem protegido, e o jogo em corrida não está no seu melhor.

Mas em contrapartida, as defesas destas três equipas melhoraram muito. Por exemplo, na terceira linha defensiva, Cortland Finnegan e Janoris Jenkins em St Louis, Patrick Peterson nos Cardinals, Brandon Browner e Richard Sherman em Seattle são do melhor que há na Liga neste momento, e prometem fazer cada jogo contra equipas desta divisão serem muito complicados.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s