Quick Stats – Week 3 + MNF

Prolongamentos, jogos decididos no último segundo e controvérsia. Houve de tudo em mais um fim-de-semana de NFL.

     6-23     

(0-3/3-7/3-0/0-13)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
S. Bradford 18/35 152 0 2 J. Cutler 17/31 183 0 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
S. Jackson 11 29 0 13 M. Bush 18 55 1 13
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
D. Amendola 5 66 0 30 B. Marshall 5 71 0 34
B. Gibson 2 19 0 11 A. Jeffery 5 45 0 10
L. Kendricks 3 18 0 8 K. Davis 2 20 0 12
  • Os Bears receberam os Saint Louis Rams em Chicago e confiaram na sua defesa para garantir a segunda vitória da temporada, algo importante, especialmente depois do desaire sofrido nas mãos dos Packers na semana passada
  • O sector defensivo da equipa de Chicago permitiu apenas 160 jardas ao ataque dos Rams, que viu Sam Bradford sofrer 6 sacks enquanto lançava 2 intercepções e Steven Jackson a ser completamente ineficiente no jogo de corrida.
  • Destaque para a grande exibição de Tim Jennings, mantendo a toada da excelente temporada que tem vindo a realizar, sendo que neste jogo foi determinante ao defender vários passes e ao deflectir um para as mãos de Major Wright, que agarrou a INT para um touchdown quando o resultado era 13-6.
  • Jay Cutler lançou para apenas 183 jardas, sem qualquer TD e uma intercepção, voltando a não mostrar domínio no ataque.
  • Como era previsto, Matt Forte não jogou devido a lesão e Michael Bush substituiu-o de forma eficiente, sem ser fantástico, ao conseguir um TD.

    24-14    

(14-0/0-7/3-7/7-0)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
R. Fitzpatrick 22/35 208 3 0 B. Weeden 27/43 237 1 2
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
T. Choice 20 91 0 22 T. Richardson 12 27 1 6T
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
St. Johnson 7 61 1 18 J. Cameron 5 45 0 18
D. Jones 5 42 0 17 T. Benjamin 2 44 1 22T
C. Spiller 2 42 1 32T J. Gordon 3 40 0 17
  • Vitória com travo amargo para os Buffalo Bills, que foram a Cleveland derrotar os Browns mas voltaram com a grande revelação da temporada, C.J. Spiller, lesionado no ombro esquerdo.
  • O jovem runningback, que liderava a liga em jardas por corrida, até recebeu um TD de 32 jardas onde demonstrou a sua explosão mas acabou por cair mal após uma placagem adversária e está em dúvida para o embate com os Patriots.
  • Na ausência de Spiller, Ryan Fitzpatrick exibiu-se a um nível muito consistente ao lançar 3 TDs na primeira vitória fora dos Bills desde o encontro inaugural de 2011…
  • Fresco de uma boa exibição na derrota contra os Bengals, Brandon Weeden voltou a sucumbir e acabou o jogo com 2 INT e apenas 1 TD, embora tenha contado com o RB Trent Richardson apenas virtualmente, uma vez que o outro rookie dos Browns terminou os 60 minutos com apenas 27 jardas ganhas em corrida.
  • Já são nove derrotas seguidas para os Browns, a contar com a temporada passada.

     10-16     

(7-7/0-3/0-0/3-6)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
J. Freeman 10/28 110 1 1 T. Romo 25/39 283 0 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
D. Martin 19 53 0 17 D. Murray 18 38 1 11T
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
M. Williams 2 33 0 23 M. Austin 5 107 0 49
V. Jackson 1 29 0 29 D. Bryant 6 62 0 18
D. Martin 2 21 0 12 K. Ogletree 5 57 0 19
  • Greg Schiano voltou a repetir a “gracinha” do final do jogo contra os Giants mas também voltou a perder, desta feita em Dallas diante dos Cowboys.
  • Num jogo algo atípico ofensivamente, DeMarco Murray acabou por se destacar com uma corrida de 11 jardas para TD no primeiro período, embora não tenha feito a diferença no resto do jogo.
  • Tony Romo foi quase desfeito por Gerald McCoy e Adrian Clayborn mas aguentou-se e lançou para 283 jardas, mesmo com um 1 intercepção e sem qualquer TD.
  • O ataque dos Buccaneers esteve totalmente adormecido, com Josh Freeman a personalizar o coma induzido pelos Cowboys, ao terminar o jogo com apenas 110 jardas e 18 passes falhados em 28 tentativas.
  • DeMarcus Ware voltou a brilhar e conseguiu o segundo jogo do ano com 2 sacks, demonstrando o perigo que é para os QBs adversários, sendo que ainda conseguiu forçar 2 fumbles.

     22-17     

(3-7/0-7/10-0/9-3)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
B. Gabbert 21-Oct 155 1 0 A. Luck 22/46 313 2 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
M. Jones-Drew 28 177 1 59T D. Brown 18 62 0 9
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
C. Shorts 1 80 1 80T T. Hilton 4 113 1 40T
K. Elliott 2 24 0 22 R. Wayne 8 88 0 16
M. Jones-Drew 2 16 0 11 D. Brown 1 39 0 39
  • Indianapolis colocou-se na frente a menos de um minuto do fim apenas para ver Cecil Shorts cortar a endzone para o TD vitorioso dos Jaguars em casa dos Colts, o que significa a primeira vitória da equipa de Jacksonville nesta temporada.
  • O ataque dos Jags foi unidimensional em grande parte do encontro, com MJD em destaque ao furar a defesa dos Colts várias vezes e a conseguir 1 TD. No entanto, foi Blaine Gabbert que, ao décimo passe concretizado, deu o triunfo aos forasteiros.
  • Andrew Luck acabou a primeira metade do jogo com 2 TD mas depois arrefeceu e voltou dos balneários para lançar 1 intercepção e terminar com uma percentagem de passes completos abaixo dos 50%.
  • Mesmo na derrota, a grande surpresa foi o rookie T.Y. Hilton com mais de 100 jardas e o primeiro TD da sua nova carreira.
  • Foi a primeira vitória de Mike Mularkey no comando dos Jaguars e ambas as equipas encontram-se agora com um triunfo e duas derrotas.

     23-20     

(0-7/3-3/7-7/10-3/3-0)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
M. Sanchez 21/45 306 1 2 R. Tannehill 16/36 196 0 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
B. Powell 10 45 0 11 D. Thomas 19 69 1 9
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
S. Holmes 9 147 0 38 D. Bess 5 86 0 23
J. Kerley 2 73 1 66 A. Fasano 5 47 0 17
J. Cumberland 2 25 0 19 B. Hartline 1 41 0 41
  • Um dos vários jogos loucos do fim-de-semana. Por duas ocasiões, os Dolphins deram um tiro no próprio pé e acabaram por ver Nick Folk dar a vitória aos Jets, no prolongamento, com um field-goal convertido.
  • O kicker de Miami, Dan Carpenter, falhou o pontapé da vitória (a 48 jardas de distância) antes de ver Folk a ter o seu pontapé bloqueado pela defesa. O problema é que Joe Philbin tinha pedido um timeout, levando à repetição do FG, que o kicker já não falhou.
  • Mark Sanchez lançou 1 TD, com 2 INT à mistura, e beneficiou de uma “pick-six” (intercepção devolvida para TD) por parte de LaRon Landry. O QB mostrou uma ligação frutífera com Santonio Holmes, que fez relembrar os seus tempos nos Steelers.
  • A nota negativa da partida vai para as lesões. De um lado, Darrelle Revis, a estrela da defesa dos Jets, lesionou-se gravemente nos ligamentos cruzados do joelho e não volta a jogar esta temporada enquanto Reggie Bush, que estava a realizar um início de temporada sensacional, também se lesionou no joelho esquerdo e vai falhar vários jogos.
  • O rookie Ryan Tannehill sentiu a ausência de Bush e acabou por se apresentar a um nível mediano, sem brilhar como na semana passada.

     13-24     

(0-7/3-10/10-0/0-7)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
A. Smith 24/35 204 1 1 C. Ponder 21/35 198 2 0
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
F. Gore 12 63 0 11 A. Peterson 25 86 0 20
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
M. Manningham 5 56 0 22 P. Harvin 9 89 0 24
V. Davis 5 53 1 20 K. Rudolph 5 36 2 16
M. Crabtree 6 40 0 9 D. Aromashodu 2 24 0 13
  • A grande surpresa, o grande choque da jornada. Os 49ers foram até Minnesota depois de dois excelentes primeiros jogos mas sucumbiram perante os improváveis Vikings.
  • Christian Ponder esteve impecável ao lançar 2 TD, ambos para o TE Kyle Rudolph (atenção a este jovem jogador), incluindo um a abrir o jogo numa situação de 4th down&goal. O QB complementou a sua performance com outro TD mas através da corrida, mostrando a versatilidade que o tem feito conquistar a confiança dos fãs em Minnesota.
  • Adrian “all day” Peterson teve 85 jardas e foi batalhando contra a poderosa defesa dos 49ers, que acabou por não resistir à boa leitura de jogo de Ponder.
  • A equipa de San Francisco ainda ensaiou uma recuperação no terceiro período mas, no último quarto do jogo, os Vikings forçaram 3 turnovers e 2 punts para selar a partida.
  • Nota ainda para o recorde de passes consecutivos sem uma intercepção nos 49ers de Alex Smith, que viu o seu “estado de graça” terminar ao 249º passe.
  • Os 49ers ficam agora com um registo de 2-1, igual ao dos… Vikings.

     27-24     

(3-7/3-3/7-14/11-0/3-0)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
M. Cassel 26/44 248 0 1 D. Brees 20/36 240 3 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
J. Charles 33 233 1 91T D. Sproles 7 62 0 47
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
D. Bowe 7 79 0 17 L. Moore 4 70 1 34
J. Charles 6 55 0 19 P. Thomas 4 55 0 27
J. Baldwin 3 36 0 14 D. Henderson 4 53 0 36
  • O terror em New Orleans continua. Os Saints tiveram tudo para conseguir a primeira vitória do ano mas deixaram a vitória fugir entre os dedos, noutro dos jogos terminado apenas no prolongamento.
  • Os Chiefs viram-se a perder por 24-3 no terceiro período, algo que apenas espicaçou a equipa de Kansas City, que teve em Jamaal Charles o grande motor para a recuperação. Com um TD de 91 jardas (!) a iniciar a recuperação, o RB acabou por acumular umas impressionantes 233 jardas nos 60 minutos.
  • Três FGs de Ryan Succop (6 no total e um a 3 segundos do fim) no quarto período, juntamente com um safety, empataram a partida, antes de, no prolongamento, o kicker marcar de 33 jardas para fechar a surpresa.
  • Drew Brees tinha 240 jardas, 3 TD e 1 INT na entrada para o quarto período e assim ficou até ao final da partida, tendo falhado tudo o que lançou no resto do jogo.
  • Três jogos, três derrotas para os Saints. Sean Payton está a fazer muita falta e parece que, a nível desportivo, o saintsgate está a deixar marcas reais.

     41-44     

(6-10/3-10/7-0/25-21/0-3)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
M. Stafford 33/42 278 1 0 J. Locker 29/42 378 2 0
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
M. Leshoure 26 100 1 12 J. Locker 4 35 0 31
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
C. Johnson 10 164 1 28 N. Washington 3 112 1 71T
T. Young 6 75 1 46T J. Cook 4 77 1 61T
N. Burleson 10 69 1 15 C. Stevens 5 63 0 24
  • Jogo absolutamente louco em Tennessee, onde os Titans fizeram história ao serem a primeira equipa a conseguir 5 TDs de mais de 60 jardas num só jogo, condenando os Lions à segunda derrota consecutiva.
  • O jogo chegou ao intervalo com o resultado 20-9 favorável aos Titans, que conquistaram a primeira vitória da época. De seguida, viram os Lions marcar 18 pontos consecutivos, responderam com 21 e sofreram mais 14 num espaço de apenas 18 segundos, vendo o jogo ir para prolongamento.
  • Já no overtime, os árbitros voltaram a roubar os holofotes só para si. Resumidamente, os Titans tinham começado uma jogada nas suas 44 jardas, concluindo um passe para Craig Stevens, que acabaria por ser revisto e considerado incompleto. No entanto, Stephen Tulloch recebeu uma penalidade de 15 jardas, que teria de ser aplicada. O problema é que foi aplicada nas 44 jardas dos… Lions. Resultado? Um ganho de 27 jardas para os Titans, que acabariam por marcar nessa drive.
  • Jake Locker acabou com uma linha estatística de enorme qualidade, como as 378 jardas e 2 TD o demonstram enquanto CJ2K mostrou que já nem pode ser CJ2,8, Pedro. É que o RB acabou com 24 jardas em 14 tentativas, o que corresponde a uma médai de 1,7 jardas por corrida.
  • Quem ficou com inveja dos árbitros e quis ser protagonista foi o treinador dos Lions, Jim Schwartz. Quando Jason Hanson podia ter rematado um FG fácil da linha de 7 jardas dos Titans, Schwartz decidiu arriscar num 4th&1 com uma corrida do suplente Shaun Hill (a substituir Stafford, que se lesionou) a ser travada naquela que seria a última jogada do encontro.

     38-31     

(14-7/10-3/0-14/14-7)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
A. Dalton 19/27 328 3 1 R. Griffin 21/34 221 1 0
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
B. Green-Ellis 17 38 1 9 R. Griffin 12 85 1 19
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
A. Green 9 183 1 73T F. Davis 7 90 0 29
A. Hawkins 2 66 1 59T L. Hankerson 4 56 0 23
J. Gresham 5 64 1 22 J. Morgan 2 22 0 11
  • Andy Dalton foi até Washington estragar a estreia de RGIII em casa, ao liderar os Bengals a uma vitória contra os Redskins.
  • A chave do sucesso esteve no casamento entre Dalton e A.J Green, que recebeu 9 passes para 183 jardas e 1 TD, desfazendo a defesa secundária de Washington, completamente impotente perante o talentoso receiver.
  • Griffin começou muito mal, muito apagado, mas acordou na segunda parte, transformando um 7-24 num empate a 24. O rookie lançou 1 TD e correu para outro (voltou a ser o mais produtivo da equipa a ganhar jardas na corrida) mas viu uma prestação fria de Dalton no quarto período, onde o “red rifle” lançou TDs para Jermaine Gresham e Andrew Hawkins, que tem brilhado vindo do nada.
  • Impossível é não referir a forma como o encontro arrancou: o WR Mohamed Sanu estava na formação wildcat e disparou um TD de 73 jardas para A.J. Green, que apareceu isolado e passeou até à endzone dos Redskins, completando mais uma jogada louca neste fim-de-semana.

     6-27     

(0-10/0-14/6-0/0-3)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
M. Vick 17/37 217 0 0 K. Kolb 17/24 222 2 0
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
L. McCoy 13 70 0 14 R. Williams 13 83 0 25
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
D. Johnson 5 84 0 26 L. Fitzgerald 9 114 1 37T
D. Jackson 3 43 0 16 A. Roberts 3 55 0 29
J. Avant 3 38 0 17 R. Housler 2 18 0 11
  • É mesmo verdade, os Cardinals estão imbatíveis no início de época depois de terem derrotado os Eagles sem qualquer dificuldade.
  • Kevin Kolb decidiu mostrar-se contra a sua antiga equipa e esteve certeiro para terminar o encontro com 2 TDs e 222 jardas, demonstrando, finalmente, uma boa química com Larry Fitzgerald.
  • No entanto, o sucesso de Arizona passou muito pela defesa, que forçou três fumbles (dois de Michael Vick), incluindo um devolvido 93 jardas para TD. Recorde-se que os Eagles tinham o ataque com mais jardas ganhas no final da segunda semana.
  • A magia que Vick inventou no quarto período dos dois últimos jogos acabou e os Eagles perderam pela primeira vez, com o seu QB a ser constantemente pressionado pela defesa dos Cards, como os 6 sacks e a fraca eficácia no passe de Vick o demonstram.

     27-3     

(6-0/14-0/0-3/7-0)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
M. Ryan 30/40 275 3 1 P. Rivers 21/38 173 0 2
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
M. Turner 14 80 1 25 J. Battle 3 55 0 52
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
T. Gonzalez 9 91 1 15 M. Floyd 3 52 0 28
J. Jones 5 67 1 29 R. Meachem 4 43 0 19
R. White 5 55 0 19 R. Mathews 5 32 0 11
  • Mais um jogo, mais uma exibição avassaladora dos Falcons, que não deram quaisquer hipóteses aos Chargers, que jogavam em casa.
  • Matty “Ice” Ryan esteve em grande forma ao despedaçar a defesa dos Chargers, impotente perante a diversidade de passe apresentada pelo QB. Com um jogo balanceado no ataque, Ryan lançou 3 TDs para três receivers diferentes e ainda viu Michael Turner correr para 80 jardas e outro TD.
  • A contribuir para os números expressivos esteve a defesa dos Falcons, que forçou 4 turnovers (já têm um diferencial de +10 nesse departamento), com destaque para Thomas Decoud, responsável pelas duas intercepções que Rivers lançou e ainda uma recuperação de um fumble.
  • Ryan Mathews voltou mas ainda se mostrou muito longe do seu melhor, numa partida onde os Chargers não tiveram quaisquer hipóteses de discutir o resultado final.

     31-25     

(7-5/14-6/10-0/0-14)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
M. Schaub 17/30 290 4 1 P. Manning 26/52 330 2 0
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
A. Foster 25 105 0 22 W. McGahee 12 36 0 15
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
K. Walter 3 73 1 52T E. Decker 8 136 0 35
A. Johnson 2 72 1 60T B. Stokley 6 73 1 38T
L. Jean 1 46 0 46 J. Dreessen 2 36 1 30
  • Já tínhamos alertado para a importância de Matt Schaub no ataque dos Texans. O QB só veio provar isso mesmo ao ter estado exemplar contra Peyton Manning rumo a uma vitória em Denver.
  • Schaub, que renovou no início da temporada, lançou 4 TDs contra uma defesa dos Broncos desorientada e sem ideias perante o ataque texano, que se apresentou muito equilibrado com Arian Foster a ter uma exibição q.b..
  • Os Texans até nem arrancaram da melhor forma mas foram rápidos a conquistar uma vantagem de 20 pontos, enquanto Peyton Manning tentava arranjar maneira de fugir a J.J. Watt, que terminou os 60 minutos com 2.5 sacks.
  • O QB dos Broncos corrigiu as 3 INTs da semana passada mas apenas concluiu metade dos 52 passes tentados e não conseguiu aproveitar a posse de bola no último minuto, onde perdia por 6 (já na jornada anterior tinha reduzido uma desvantagem de 20 pontos para perder por 6).
  • Com a vitória, os Texans ficam 3-0 pela primeira vez na sua história, afirmando-se cada vez mais como sérios concorrentes à conquista da AFC nesta época.

     31-34     

(14-7/3-7/14-7/0-13)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
B. Roethlisberger 36/49 384 4 0 C. Palmer 24/34 209 3 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
I. Redman 9 27 0 7 D. McFadden 18 113 1 64T
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
M. Wallace 8 123 1 22T B. Myers 4 55 0 17
A. Brown 7 87 1 20 D. Moore 5 45 1 18
H. Miller 8 60 2 16 D. Hagan 3 30 0 17
  • Foi o jogo transmitido pela SportTv, e quem o viu não deu por perdidos os minutos dispensados. Os Raiders causaram outra grande surpresa da jornada e derrotaram os Steelers, que até contaram com Big Ben em brasa.
  • Sem James Harrison e Troy Polamalu pela frente, Carson Palmer liderou um ataque cerebral ao lançar 3 TDs, incluindo um para Denarius Moore, momentos depois de o estádio ter gelado quando Darrius Heyward-Bey ter ficado inconsciente, por momentos, como resultado de uma pancada na cabeça infligida por Ryan Mundy. Ainda assim, as notícias que chegaram do hospital foram animadoras quanto ao estado de saúde de Heyward-Bey.
  • Como já foi referido, Roethlisberger esteve fantástico, ao concluir o jogo com 384 jardas e 4 TDs sem nenhuma intercepção mas acabou por sair prejudicado por um fumble de Antonio Brown no quarto período, que resultou no empate dos Raiders.
  • Mais tarde, com a possível vitória nas mãos, Palmer soube orientar o ataque e Sebastian Janikowski não tremeu para fechar a partida no último segundo, a 48 jardas de distância, e concluiu uma excelente vitória para os Raiders.
  • Destaque ainda para o regresso de Darren McFadden às boas exibições depois das 113 jardas ganhas, 64 delas num único TD por corrida.

     30-31     

(13-0/7-14/7-7/3-10)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
T. Brady 28/41 335 1 0 J. Flacco 28/39 382 3 1
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
S. Ridley 13 37 0 14 R. Rice 20 101 1 15
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
W. Welker 8 142 0 59 T. Smith 6 127 2 38
B. Lloyd 9 108 0 22 J. Jones 3 86 0 41
J. Edelman 4 28 1 15 D. Pitta 5 50 1 20T
  • Escusado será dizer que foi um jogo emocionante, certo? Praticamente todos foram. Este não foi excepção à regra, com um final dramático no último segundo, que fez Bill Belichick tentar agarrar num dos árbitros no final da partida.
  • De parada e resposta durante os 60 minutos, o encontro pôs em disposição as duas equipas finalistas da AFC no ano passado. Na última vez que se encontraram, Billy Cundiff falhou um FG no último segundo. Desta vez, o rookie Justin Tucker deu a vitória com uma conversão, a fechar o jogo, muito contestada por Vince Wilfork e Belichick, por exemplo, que não consideraram que a bola tivesse passado dentro dos limites dos postes.
  • Ainda assim, a história que sobressai é a enorme exibição de Torrey Smith, que jogou mesmo depois de saber da morte do irmão de 19 anos. Smith alinhou um verdadeiro tributo ao seu ente e conquistou 127 jardas e 2 TDs decisivos.
  • Tom Brady esteve a bom nível e alcançou 355 jardas e 1 TD mas foi ultrapassado por Joe Flacco, com outra excelente prestação, desta feita com 3 TD e 382 jardas conquistadas pelo ar.
  • Os Patriots ficam assim com mais derrotas do que vitórias pela primeira vez desde a semana inaugural de 2003, mas Belichick deixou o seu descontentamento ficar bem patente, não só pela decisão de validar o FG de Tucker mas também pelo elevado número de penalidades assinaladas – 24.

     12-14     

(0-0/0-7/6-0/6-7)

Jogador Tentativas Jardas TD INT Jogador Tentativas Jardas TD INT
A. Rodgers 26/39 223 0 0 R. Wilson 10/23 130 2 0
Jogador Corridas Jardas TD > Jogador Corridas Jardas TD >
C. Benson 17 45 1 9 M. Lynch 25 98 0 9
Jogador Recepções Jardas TD > Jogador Recepções Jardas TD >
J. Finley 4 60 0 31 G. Tate 3 68 2 41T
Ja. Jones 5 55 0 14 S. Rice 1 22 0 22
G. Jennings 6 35 0 13 Z. Miller 2 12 0 8
  • No final de Domingo já se pedia para trazer os árbitros principais de volta. A questão ganhou outra dimensão depois do jogo de MNF altamente controverso em diversas jogadas, especialmente na última, que deu a surpreendente vitória aos Seahawks sobre os Packers.
  • Depois de uma série de decisões algo duvidosas durante a partida, o descontentamento de Green Bay atingiu amplitude máxima quando os árbitros assinalaram TD a um passe “hail-mary” de Russell Wilson, que, de acordo com o que é alegado pelos Packers (apoiam-se nas imagens), nunca esteve na posse de Golden Tate mas sim do M.D. Jennings, da defesa dos amarelos-e-verdes. A jogada foi revista e os árbitros mantiveram a decisão para gáudio do público dos Seahawks e para desespero de Mike McCarthy e companhia.
  • No que ao jogo diz respeito, Bruce Irvin, Chris Clemons e Brandon Mebane combinaram para 8 sacks só na primeira parte, não dando qualquer hipótese a Aaron Rodgers.
  • A segunda parte trouxe uma equipa de Green Bay diferente, que começou a mostrar superioridade antes de os Packers terem dado mais uma oportunidade a Wilson, que pegou na última drive já nos últimos instantes da partida. O rookie esteve à altura até que fugiu da pressão e lançou um passe comprido, iniciando a controvérsia já explicada.
  • Uma coisa é certa: se já se pediam os árbitros principais de volta, os gritos ganharam uma magnitude acrescentada depois deste fim-de-semana.
Advertisements

4 comments on “Quick Stats – Week 3 + MNF

  1. Os responsáveis dos Steelers correram com Bruce Arians porque queriam que a equipa voltasse a ser uma equipa de run the football. Pois bem, pelo que até agora se viu, nestas 3 semanas, a equipa está com um ataque completamente uni-dimensional. O jogo em corrida está mais inexistente do que o ano passado.

    É como o Gregg Easterbrook disse, a saída do Bruce Arians não esteve tão relacionada com o correr mais ou menos com a bola. Mas sim arranjar-se um bode expiatório para a derrota com os Broncos.

  2. Boas pessoal,

    já não escrevia há algum tempo, mas cá vai, primeiro a minha “team”, os cowboys, 2º vitória, graças quase em exclusivo á defesa que este ano parece estar muito boa, muito bem preparada e parece ser uma grande ameaça aos adversários, e pode lever-nos a altos voos. Os CB são de alto nível (o carr e o clayborne) e o de marcus ware é uma máquina de “sacks”, e gosto muito de como joga o sean lee… Algo a ser melhorado é a linha ofensiva, não dá muito tempo ao romo, fazendo com que este sofra alguns “sacks” ou seja obrigado a desfazer-se da bola, não dá grande ajuda ao jogo em corrida que tem estado envergonhado e assim o ataque tem vivido de “big plays” que surgem 4/5 vezes por jogo e lá vão permitindo ganhar terreno para uns FG e de vez em quando para um TD… o melhorar da linha ofensivo será o passo seguinte para o afirmar dos cowboys este ano como SB contenders!! que acham??

    Quanto ao resto alguns dos principais/tradicionais candidatos não começaram bem (patriots 1-2; packers 1-2; saints 0-3; steelers 1-2; lions 1-2…), e a crítica tem falado muito dos texans e falcons como sendo os favoritos ao SB neste moment, qual a vossa opinião, será que quem está mais forte agora seram os principais ou os tradicionais candidatos irão chegar-se á frente na altura da decisão?

    Por fim a história dos arbitros substitutos está a tornar-se ridicula, a cada jogo que passa os erros são cada vez maiores e mais graves…

    PS: apenas 1 equipa da NFC (das 2 em toda a liga) não ganhou… os saints, quem diria??? e não será na week 4 quase de certeza!

  3. Achei irónico esta situação do monday night football ter acontecido com seahawks, Ainda recordo-me do super bowl XL em que os the seattle foram prejudicados. desta vez foram beneficiados, tambem a estes arbitros substitutos acontece tudo…e que tal aumentar os postes , acho que os patriots vao apoiar esta ideia.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s