MC Knows – Especial “O que é que acontece se…”

Boas!

Mais uma vez, o MC tem uns comentários interessantes sobre a NFL…

P.S. Sei que posso ser acusado de “imitar” o Dave Dameshek! Mas como ele diria: “who cares?”

A última jornada foi prolífera em lesões de QB’s, o que me levou a fazer algumas suposições. O que é que acontece aos 49ers, Bears, Eagles e Steelers caso estas lesões impedissem os seus titulares de voltarem esta época?

– San Francisco 49ers: Alex Smith – Colin Kaepernick

Neste caso específico até vejo algumas vantagens na troca. Sempre assumi alguma falta de admiração (e não tem nada a ver com a teoria do “prefiro ganhar jogos do que jardas”) por esta antiga 1ª escolha do Draft.

Com Kaepernick, os 49ers possui um maior leque de opções ofensivas, jà que ele permite optar por jogadas em corrida a partir do QB. Sendo que numa equipa bastante limitada no jogo em passe, esta “melhoria” poderia ajudar a obter mais alguma coisa ofensivamente…

VEREDICTO: Os 49ers chegariam aos Playoffs com umas das melhores seeds.

– Chicago Bears: Jay Cutler – Jason Campbell

Sabendo de antemão que Jay Cutler não rima com espírito de sacrifício, os Bears contrataram Jason Campbell, um jogador que se não tivesse sofrido uma grave lesão na última época, provavelmente ainda seria o QB titular dos Raiders.

Num ataque direccionado principalmente para o jogo em corrida de Matt Forte e Michael Bush, em que a única verdadeira opção no jogo em passe é Brandon Marshall, a ausência de Cutler não deverá ser muito significativa.

No entanto, e em relação ao caso anterior, Campbell não deverá trazer nada de novo à equipa, sendo muito provável que apenas ocupe o lugar durante a ausência de Cutler…

VEREDICTO: Os Bears tentaram evitar repetir erros do passado, sendo que a titularidade de Campbell, não deverá retirar esperanças à equipa de Chicago.

– Philadelphia Eagles: Michael Vick – Nick Foles

Muito criticado ao longo da época, Vick deve ter assegurado o seu lugar na equipa após a exibição de Foles. Quando todos pediam a “cabeça” de Vick, Andy Reid sempre do seu lado, apenas fez entrar Foles devido a lesão do “seu” titular. Um passe para TD para Jeremy Maclin ainda fez sonhar os adeptos dos Eagles, no entanto, a dura e crua realidade acordou-os, recordando-os que à frente do QB estão normalmente 5 jogadores que têm por missão travar ou abrandar as investidas da defesa contrária, permitindo assim ao seu ataque os 3 ou 4 segundos necessários para desenvolver a jogada programada.

É verdade! Sem a experiência ou mobilidade de um QB como Vick, quem estará no seu lugar arrisca-se a passar muito tempo de jogo… deitado no chão!

Miúdo? Ser lês o que escrevo (porque não?) deixa o nº7 dar cabo da sua saúde, porque o contrato dele tem uns “zeros” a mais do que o teu…

VEREDICTO: A época “terminou” depois da derrota contra os Cowboys!

– Pittsburgh Steelers: Ben Roethlisberger – Byron Leftwich

Verdadeiramente uma época para esquecer, esta dos Steelers, até ao momento!

Holdouts (Wallace), lesões (Mendenhall, Redman, Dwyer, Brown, Clark, Harrison, Polamalu…) tudo isto ultrapassado graças à mestria e liderança de “Big Ben”, após uma jornada aparentemente acessível (vs Chiefs) que seria ideal para preparar o duplo confronto com os Ravens, eis que a âncora da equipa se lesiona…

Já tendo sido confirmado que não jogará Domingo contra os principais rivais de Divisão, resta à equipa de Pittsburgh lutar por um dos wild cards…  Byron Leftwich não tem de todo as características de Roethlisberger!

Com menos uma vitória do que a equipa de Baltimore, este jogo seria fundamental para a equipa de Pittsburgh, na tentativa de lutar até ao fim pelo título da Divisão. Agora? Bem, na NFL qualquer coisa pode acontecer, mas…

VEREDICTO: Sem Roethlisberger, a coluna do “L” vai aumentar…

.

.

Numa altura em que se começa silenciosamente a preparar o jogo das cadeiras, decidi apresentar-vos algumas mudanças no cargo de treinador… E claro está, apresentar-vos as minhas apostas para a sucessão. Assim sendo, se a época continuasse na mesma senda, o que é que aconteceria a um determinado grupo de treinadores?

– San Diego Chargers

OUT: Norv Turner

IN: Jon Gruden

Muitas vozes nos bastidores da NFL vêm dizendo que Gruden tem declinado diversas oportunidades de “emprego” pois aguarda pacientemente o sua cadeira de sonho… Ele quer os Los Angeles Chargers!

Pior do que um gato, Norv Turner queimou as “vidas” que lhe restavam num projecto que não passou disso, um projecto!

Com Gruden no leme, a equipa ganharia imediatamente mais “visibilidade”, sendo que um jogador como Rivers seria um aliciante extra, jà que este treinador é conhecido pelo seu apreço por trabalhar bem os seus QB?s…

– Philadelphia Eagles

OUT: Andy Reid

IN: Chip Kelly

O Andy Reid está cansado da equipa, e a equipa abandonou-o…

Assim, Chip Kelly pode finalmente assumir o comando de uma equipa da NFL com enorme potencial(na última época recusou os Buccaneers) e impor a sua up tempo offense que tem feito maravilhas na Universidade de Oregon (38 dos 71 drives que deram TD, demoraram menos de 2 minutos!!!). O receio que tinha quanto à possível adequação à Liga deve ter ficado diminuto já que os exemplos de Harbaugh (Stanford – San Francisco) e Schiano (Rutgers – Tampa Bay) estão a correr relativamente bem!

Finalmente,  seria um upgrade já que passaria de Pato (mascote de Oregon) para águia (mascote de Philadelphia)!

– Cleveland Browns

OUT: Pat Shurmur

IN: Andy Reid

Pat Shurmur é o treinador da pior equipa da NFL, e com a chegada de um novo dono, de um novo GM, só falta mesmo a chegada de um novo treinador. Andy Reid estaria assim pouco tempo no desemprego, jà que este projecto e a valia da equipa seria talhado para ele, não lhe sendo pedido resultados imediatos, algo que nunca aconteceu em Philly.

– Carolina Panthers

OUT: Ron Rivera

IN: Bill Cowher

Após 2 apostas consecutivas em DC’s sem experiência em HC, o “novo” GM irá apostar na “prata da casa”. Assim, Bill Cowher assumirá as rédeas da equipa da “sua” Carolina, e um pouco ao exemplo daquilo que fez em Pittsburgh, revitalizar uma equipa com algumas boas individualidades, mas sem conjunto.

Conhecido com um “durão”, Cowher tem tudo o que precisa para disciplinar uma Organização que há muito anda à deriva. Mestre do “Ground and Pound” (caracteríticas que se adequam aos Panthers), Cowher poderá finalmente recolocar a equipa de Charlotte na luta pela Divisão.

– New Orleans Saints

OUT: Sean Payton

IN: Sean Payton

Vai correr muita tinta durante o defeso sobre o destino de Payton, mas quase posso assegurar, que ele fica.

Motivos:

Ninguém lhe pagará mais do que os Saints lhe podem oferecer (Sim! Mesmo o Jerry Jones);

Ele adora trabalhar com Loomis e Brees;

Nova Orleães sofre de uma dictomia interessante: primeiro estranha-se, depois entranha-se;

Das equipas que se alinham para tentar a contratação (Dallas, Philadelphia), nenhuma tem um QB que lhe oferece as mesmas garantias que Brees.

Finalmente, nenhum dos “verdadeiros” candidatos ao título deverá mexer neste capítulo, assim, ele pode esperar mais um pouco…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s