Dentro da Game Room para a semana 15 (2012)

Nesta semana, no Dentro da Game Room, quando “estonteante” não chega para descrever um desempenho.

Desde o início da época que é “obrigatório” falar-se que, para rookie do ano, ou seja o prémio que se dá para o melhor jogador de primeiro ano, os candidatos incontornáveis seriam o Andrew Luck em Indianapolis e RGIII em Washington. A corrida seria só entre eles, e aquele que conseguisse levar a sua equipa mais longe, juntando a isso as melhores estatísticas individuais seria então agraciado com esse prémio, e com a promessa que o futuro será brilhante para estes dois jogadores na Liga.

Não se esperava talvez era por um “party crasher”, que está agora a “complicar as contas” de uma forma indiscutível, e que promete levar dar algumas dores de cabeça nas próximas semanas a algo que parecia ser mais ou menos consensual.

russel

Russel Wilson, o quarterback (QB) dos Seahawks de Seattle tem neste momento 21 passes para touchdown (TD) o que é o terceiro melhor registo de sempre para um jogador de primeiro ano e ainda com duas semanas para jogar, tem uma percentagem de acerto de 63%, segundo melhor registo para um rookie este ano, teve apenas nove intercepções (INT) e consegue 7.6 jardas em cada passe, igualado apenas por Aaron Rodgers, o QB de Green Bay. Igualmente, Russel tem 3 vitórias e 1 derrota (3-1) contra equipas que estão já classificadas para os playoffs, e tem a sua equipa à porta dos mesmos com nove vitórias, podendo inclusive alcançar as 11 vitórias para os Seahawks.

É verdade que tanto o jogo em corrida como a defesa de Seattle ajudam a ganhar jogos, mas isso não serve para tirar os méritos de Russel. Se pensarmos nos números que Luck está a ter, parte é porque o ataque dos Colts tem de passar pelo jogo em passe, uma vez que o jogo em corrida é abaixo da média. Da mesma forma, RG III tem muita ajuda (quase a mesma) no jogo em corrida, neste caso Alfred Morries, que tem só menos 100 jardas que Marshaw Lynch (RB de Seattle). Se RG III é considerado um dos candidatos a rookie do ano e Russel tem o mesmo tipo de ajuda que RG III, é óbvio pensar que ambos estão em “pé de igualdade”.

Quando se pensa também em quais as “armas” que cada um destes três QB’s têm, Wilson tem na sua equipa Sidney Rice, Golden Tate e Doug Baldwin. Tanto Pierre Garcon em Washington como Reggie Wayne e Donnie Avery em Indianpolis seiam titulares em Seattle.

Também o facto de Kirk Cousins ter ganho dos jogos para os Redskins, parece tirar algum do “lustro” de RG III, assim como facto de Luck ainda não ser “polido” o suficiente para ganhar a uns Texans ou Patriots.

Entretanto, os Seahawks parecem ser aquilo que Russel pode ser. A juntar a uma boa defesa, um bom jogo em corrida, e uma vantagem de jogar no Quest Field com um dos melhores públicos na NFL, a equipa de Seattle não só poderá ter o rookie do ano nas suas fileiras, como ainda por cima pode, com o seu QB, ser um sério candidato a chegar longe nos playoffs, quiçá ao Super Bowl.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s