Dentro da Game Room para a semana Divisional (parte 1)

Nesta semana, no Dentro da Game Room, quando a ânsia de fazer uma jogada para aparecer nos highlights da ESPN custa o apuramento para uma Final de Conferência

Com a NFL com os olhos postos em Denver no Sábado, principalmente aqueles que são grandes fãs de Peyton e aqueles que aproveitam qualquer falhanço de Manning para fazer o argumento que este é um quarterback (QB) que não se pode comprar com um Tom Brady ou um Joe Montana, … novamente se viu uma equipa liderada por Peyton Manning a ficar aquém do que se esperava.

É verdade que a interceção de Manning no prolongamento é de jogador de primeiro ano, mas da escola secundária. Lançar a bola a cruzar todo o corpo, em movimento, a correr para o lado oposto para onde vai passar a bola, sem ter os pés bem colocados, é “estar a pedi-las”.

Mas aquilo que foi mais gritante (e incompreensível) foi o erro do free safety dos Broncos, Rahim Moore.

Esqueçamos (mas não devíamos) o facto de o conceituadíssimo Champ Bailey ter sido “queimado” vez após vez por Torrey Smith fazendo com que Flaco parecesse Dan Marino, Moore é o “bode expiatório” óbvio, opinião que até partilhada pelo mesmo, que disse à imprensa no final do jogo que “a culpa foi minha, se eles não tivessem marcado na última jogada. A culpa é minha e eu aceito total responsabilidade.”

O que correu mal então?

diagrama

Neste gráfico que pedi ao Pedro Viana para fazer, Moore, numa situação onde faltam 30 segundos para jogar, e quando a equipa que está a atacar tem que (e como diria o nosso amigo Gregg Easterbrook – “oh, para onde poderá ir um passe nos últimos segundos quando é preciso marcar um touchdown?”) fazer um passe longo para a zona final (endzone), os safeties têm que se assegurar que o último atacante está entre si e a endzone, e de preferência que o atacante se encontre entre o defesa e a linha lateral, para ser mais fácil fazer a placagem, ou empurrar para fora de campo.

No lugar de fazer isso, Moore fez um deslocamento para se colocar entre a bola e o atacante. Seguramente com ideia de fazer uma interceção, e ter o seu momento de glória na ESPN e na NFL Network… pois.

moore

De certeza que Jacoby Jones não acreditou na “prenda” que Morris lhe deu, a Flaco, a Lewis e a organização dos Baltimore.

Para Denver a época acaba numa má nota e Peyton começa a não ter muito mais tempo na sua carreira.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s