Dentro da Game Room para a semana Divisional (parte 2)

Nesta semana, no Dentro da Game Room, quando a diferença entre equipas da NFL é a vontade de ganhar…e com “raça”.

No jogo entre os Patriots e os Texans, que comentei na Sporttv, houve um momento que achei revelador de como pensa um treinador que, apesar de todos os “ódios” (no sentido desportivo, claro) que causa, tem três títulos no palmarés e continua a ser um dos homens mais “temidos” na linha lateral da NFL.

Com quarta tentativa e uma jarda (4th and 1) com 13minutos e 19 segundos para jogar no quarto período, Texans estavam nas suas 33 jardas. O resultado encontrava-se em Houston 13 New England 31. Os Texans precisavam de pontos e como tal tinham de correr riscos. Matt Schaub, o quarterback da equipa de Houston vai para o huddle (a reunião de jogadores) e chama uma jogada em passe. A equipa espalha-se no campo, e quando o snap acontece, Schaube tenta um passe para Posey para o meio do campo.

Passe incompleto. Primeiro down para os New England.

A transmissão Americana da CBS sai para intervalo, e nós (eu e o Edgar) ficamos em estúdio para continuar a responder aos e-mails dos nossos caros telespectadores.

No écran por momentos aparece a imagem de Tom Brady na linha lateral a falar com Bill Belichick. Parece uma conversa normal de treinador principal para o seu jogador vedeta. Nada de especial. Parecia que eram duas pessoas experientes a comentar de qual a melhor táctica para lidar com o resto do período.

tb

Quando voltámos do intervalo, tínhamos 13:13 no relógio e 1st and 10 nas 33 jardas de Houston, Brady está em shotgun e faz um passe de 33 jardas para Shane Vereen para touchdown e, como diz Gregg Easterbrook, “peguei no meu caderninho e escrevi jogo terminado”.

É esta a diferença entre as equipas que ganham jogos para serem campeões, e outras que não chegam aos playoffs, que não passam dos wild card ou divisional weekend. Umas jogam timidamente e esperam não perder, outras “vão à jugular”, “pisam a garganta do adversário quando este está no chão”, “atacam quando sentem sangue”, e jogam para ganhar.

Imagino como foi a conversa durante o intervalo.

Bill Belichick: Que achas Tom, vamos aproveitar agora que a defesa deles vem cabisbaixa para o campo, desiludidos com mais um drive que não resulta em pontos por parte do ataque, e colocamos já um ponto de exclamação neste jogo?

Tom Brady: Let’s do it, coach.

O resto pode ser encontrado no game log.

Não sabemos como vai ser o resto da época para os Patriots, mas cinco idas ao Super Bowl em 12 anos, três títulos, e ainda mais uns anos com esta dupla, vamos ver, no final, qual será a narrativa final para estes dois homens.

Advertisements

One comment on “Dentro da Game Room para a semana Divisional (parte 2)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s