Podcast 77 – Análise da Free Agency os melhores planteis para 2013/14

No episódio 77, Ricardo Silvestre, Pedro Viana e Charles Brito falam sobre a Free Agency (dispensas e aquisições de jogadores), os cinco melhores planteis para a época de 2013-14.

E “falamos” também com os nosso habituais visitantes (como o Carlos Valido, Paulo Pereira, Rui Dowling e David Solano). Esclarecemos melhores algumas dúvidas e fazemos umas “provocações”.

Podcast NFLemPT

O podcast pode ser encontrado aqui.

Ou podem o encontrar também no iTunes.

Advertisements

Ups and down para a 5 semana de Março

“Up and Downs” sobre aquisições e perdas:

Em alta

 Green Bay: O Tight End (TE) Jermichael Finley vai continuar nos Packers. Depois de uma época com 61 passes recebidos para 667 jardas e dois touchdowns, vai continuar a ser uma boa opção para Rodgers. Só precisa de ser um pouco mais constante na sua produção de semana para semana.

A OL dos Giants: Com a renovação de Kevin Boothe, a equipa de Nova York mantem a linha ofensiva (OL) intacta para protecção de Eli e abrir caminhos para a corrida. Os Giants tiveram uma média de 26.8 pontos marcados a época passada, o que mostra a importância destes jogadores para a organização.

Mais OL’s: Os Patriots renovaram o contracto com Sebastian Vollmer, o tackle da OL que protege o Golden Boy (Tom Brady para quem (ainda não) souber). Assim, também se vai manter a proteção de outros anos, para que a Gisele possa andar mais descansada. Nós (eu pelo menos) gostamos do Volmer…o Europeu com mais sucesso na NFL.

Ed Reed: O Hall of Famer vai para os Texans, o que é um upgrade imediato para a terceira linha defensiva da equipa. Nos seus 12 anos como profissional, Reed tem 61 intercepções e é um modelo de um jogador defensivo…atacante. E os Texans, ficam um passo mais perto de chegar ao Super Bowl.

Falcons: Depois de renovarem com os jogadores chaves da organização, foram buscar agora um running back (RB) para substituir, exactamente, um daqueles que cada vez era menos “chave” na equipa atacante. Steven Jackson, apesar de ir fazer 30 anos em Julho, uma idade que se considera como de o “início do declínio” para um RB, Jackson pode muito bem contrariar essa tendência, assim como oferecer a Ryan uma linha de passe em caso de necessidade no jogo pelo ar. E pode também continuar a vender camisolas aos fãs da NFL (mesmo as suadas).

Jake Long. Um dos melhores offensive tackles (OT) do jogo vai para os St. Louis Rams, de forma a que Bradford tenha mais tempo para passar a bola, e não andar sempre a inspecionar a carpete no Edward Jones Dome. Long consegue, sem ajuda de TE’s ou RB’s, parar os melhores defesas da equipa adversária que tentam chegar ao quarterback (QB): um “luxo” nos dias de hoje na NFL. Mas recorro agora ao “especialista” dos Rams da equipa NFLemPT, Pedro Viana: ” Na minha opinião a aquisição de Jake Long pelos Rams, é um bom investimento, pois se ele voltar à forma física do inicio da sua carreira e com a adição de um dos melhores Guards presentes no Draft, podem ficar com uma das melhores OL da NFL, que é o que eu espero, apesar de as lesões dos últimos dois anos me assustarem um pouco”. Mr Data, make it so.

Adrian Peterson: Com a aquisição de Greg Jennings, os Minnesota Vikings ficam com um ataque mais equilibrado, o que tira pressão ao RB da equipa. Jennings é o tipo de reciever que é muito bom tanto a agarrar a bola, como a proteger a mesma em corrida, como a correr bem as rotas, ou a “ler” o jogo para oferecer ajuda a um QB. Vai ajudar Christian Ponder (o QB da equipa) e vai ajudar Adrian porque assim a equipa defensiva contrária não vai colocar 9 jogadores na primeira e segunda linha defensiva porque só precisa de estar preocupada com o jogo em corrida dos Vikings.

Em baixa

James Harrison: O “gangsta” linebacker, com fotos em capas de revista com duas “amigas” uma em cada mão, o homem das ameaças, das multas, dos tackles violentos…aparentemente vai-lhe ser mostrada a porta dos fundos da organização dos Steelers A organização tentou fazer com que o jogador aceitasse uma redução no ordenado, e como Harrison tem de manter a “aura de durão” deve ter dito que “I’m James Harrison, bitc#” e disse que “nem pensar”.  Agora o agente do jogador quer “batatinhas” e os Steelers disseram “we’re fine, thanks, see you later, aligator.”

james

Faxes: Elvis Dumervil acabou por ir para os Ravens para um contracto de 5 anos. Que Denver tenha perdido este jogador por causa do que aconteceu é impensável nesta era moderna. A perda de um é o ganho de outros e Elvis é uma peça “natural” para a defesa de Baltimore, que assim melhora imediatamente a sua linha defensiva, onde vai emparelhar com T-sizzle (Terrel Suggs).

Brian Urlacher: Os Chicago Bears dispensaram o seu mítico linebacker (LB) depois de os dois lados não se terem conseguido entender. O veterano jogador de 13 anos fica agora com o seu futuro incerto.

Ups and down para a 4 semana de Março

“Up and Downs” sobre aquisições e perdas:

Em alta

Já faltou mais: Já temos o dia do primeiro jogo da próxima época!! Dia 4 de Agosto em Canton Ohio, para o jogo anual do Hall of Fame, Dallas Cowboys vão jogar contra os Miami Dolphins. Que chegue o Verão (e que bem precisamos).

Cleveland Browns: (esperem, não comecem já a gozar) Foram buscar Paul Kruger, Desmond Bryant and Quentin Groves a “preços competitivos” e são jogadores que se encaixam muito bem no sistema de defesa 3-4.

Jay Cutler: Os Bears forma buscar um tackle que é Pro Bowl na figura (e que figura!) de Jermon Bushrod e um tight end que bloqueia e que recebe passes em Martellus Bennett. Ei, quando se tem um QB “estragado com mimos” é preciso manter o nível de “afecto”.

Mais um ano: Roger Goodell ventilou a possibilidade de haver uma expansão dos playoffs de 14 para 16 equipas. Na segunda-feira, na NFL Owners Meetings para 2013, o Comissário disse que essa expansão não irá acontecer este ano. Por mim, parece-me bem.

Em baixa

Tom Brady: Deu parte do dinheiro que lhe tinha sido prometido para reforçar a equipa. Como QB, de certeza que uma das coisas que é preciso reforçar é os recievers…Wes Welker não só sai da equipa, como vai para Denver, reforçando assim as hipóteses de o arqui-inimigo Peyton chegar ao Super Bowl. Será que foi por causa do Tom não ter convencido a Gisele a fazer um pedido de desculpas?

Joe Flacco, Drew Brees e Phillip Rivers: A media do valor dos contractos destes 3 senhores é de 105 milhões de dólares. O valor combinado entre as três organizações de cada QB na Free Agency têm sido de 105…dólares.

Tim Tebow: (preparem-se que este senhor vai por aqui aparecer muitas vezes) Um tal de Brett Bouchy dono de uma equipa de Futebol Americano disse que o lugar de QB da organização é do Tebow se ele quiser… o problema é que estamos a falar dos Orlando Predators da Arena Football League. Como se diz na linguagem da internet, LOL!

NFL: Chad Johnson quer voltar à Liga. “Eu gostaria de ter uma segunda oportunidade no jogo que amo (…) eu aprendi a minha lição e agora está nas mãos de Deus ver o que vai acontecer a seguir”. E nós a pensar que deus estaria ocupado com a eleição do Papa.

Redes de comunicação: Elvis Dumervil tinha até às 4pm de sexta-feira da semana passada para concordar com o novo contracto com os Broncos. Às 4:09 sabe-se que o novo contracto não foi celebrado e que Elvis foi dispensado pelos Broncos. O agente de Dumervil (Martin Magid) disse que não recebeu a versão final da nova proposta dos Broncos até faltarem 20 minutos para as 4pm. O contracto foi impresso, scanneado e enviado para Elvis. Este concordou, assinou. Enviou para o agente, que diz que enviou o fax às 3:53. Os Broncos dizem que só receberam o fax às 4:06, e como tal, dispensaram o jogador com receio que o novo contracto não tivesse assinado, e se mantivessem o anterior e assim teriam de pagar mais 4 milhões. Fax? Really??? Comunica-se estes assuntos desta forma? No ano de 2013?? Que é isto? Fantasy Football circa 1979?

fax

Ups and down para a Free Agency 2013

“Up and Downs” quando nos começamos a ficar perto do início da época

Em alta

Atlanta Falcons: Sam Baker e Tony Gonzales de volta? As vezes, parece que o melhor é apostar na “prata da casa”, mesmo quando esta já tem alguns anos.

Atlanta Falcons (noutro assunto): Novo estádio aprovado pela cidade. Preço estimado…mil milhões de dólares.  Mais um “palácio” para a NFL.

stad

Esta imagem é apenas uma proposta por parte de uma equipa de arquitectos de Atlanta, mas…damn!! Made of Awsome.

Baltimore Ravens. Acerta-se o orçamento da equipa (mais sobre eles à frente).

Denver Broncos: Wes Welker, Louis Vasquez, Stewart Bradley, Dominique Rodgers-Cromartie, and Terrance Knighton. Tudo peças importantes para a equipa, e a preços convenientes? What the hell is going on over here?!?? Ainda por cima, conseguiram enfraquecer alguns dos oponentes directos. John Elway, tão bom a GM como foi a QB?

Kansas City: Muito já se falou de Alex Smith, mas, Donnie Avery and Dunta Robinson são também boas aquisições para os Chiefs.

Em baixa

Buffalo Bills: Ryan quem? Ah, os 24 milhões garantidos que os Bills tiveram e dar por um QB que nunca se afirmou? Agora é procurar um QB no draft…good luck with that.

Miami Dolphins: O dinheiro pago por Mike Wallace and Dannell Ellerbe é bom que tenha retornos em South Florida. Wallace tem um QB a tentar afirmar-se, e o Ellerbe não tem o mesmo talento à sua volta como tinha em Baltimore.

Baltimore Ravens: Perderam Paul Kruger, Dannell Ellerbe, Anquan Boldin, Ray Lewis, Bernard Pollard e (talvez) Ed Reed. É verdade que o Salary Cap é um verdadeiro albatroz à volta dos pescoços das organizações (como escreveu o Charles aqui), mas perder tanto talento pode fazer com que os Ravens tenham muita dificuldade em serem competitivos, por muito dinheiro que tenham dado a Flacco.

New York Jets: Continuam a ser os New York Jets.

Washington Redskins: Não há dinheiro.

Dallas Cowboys: Não há dinheiro.