Dentro da Game Room para a semana 7(2013)

Esta semana, um “passar de testemunho” que já se sabia ter acontecido.

Por muito que tanto Peyton Manning como Andrew Luck tentassem diminuir a importância do confronto direto entre os dois quarterbacks (QB) no jogo deste domingo, é normal que esse fosse um dos aspetos que era mais interessante de seguir no Sunday Night Football,  no regresso de Manning a Indy.

Tirando as “macacadas” de Jim Irsay, que nem vale a pena (pelo menos para mim) estar aqui a referir, era óbvio que se queria avaliar, nem que fosse só por um jogo, se Luck é (ou não) um sucessor “à altura” de Peyton para os Colts. Por muito que Andrew tenha dito, no início da sua carreira, que “não se via como o sucessor de Manning”, depois da vitória deste fim-de-semana, e principalmente pelo facto de que os de Indianapolis já conseguiram ganhar aos 49 ers (fora  de casa) e contra Seattle e Denver (em casa) os Colts ficam…numa posição de favoritos para chegar ao Super Bowl.

Claro que nem tudo é Luck. Este teve muito bem, com 21 passes completos em 38 para 228 jardas, uma média de 6 jardas por passe, 3 touchdowns (TD) e nenhuma interceção (INT). Contra uma boa defesa dos Broncos, e mediante a pressão do jogo que era, mostrou maturidade e qualidade que o coloca no topo da liga nesta posição.

luckvsden

Mas o mérito também é da defesa dos Colts. Manning esteve sobre pressão durante quase todo o jogo, com quatro sacks e uma INT, e não pareceu “confortável” como vimos em outros jogos esta época. Apesar da boa noite, (29em49, 368y 3TD), os seus passes não pareceram tão precisos, e estiveram algo descompassados com os recievers. Os Colts mostraram como se pode ganhar aos Broncos, assim como já tinham mostrado como vencer equipas com QB moveis, como é o caso do Kaep e do Wilson.

O duo de recivers da equipa, Darrius Heyward-Bey e T.Y. Wilton, não são exatamente a dupla mais temida da Liga a nível de meter medo ás terceiras linhas defensivas das equipas adversárias. Reggie Wayne é serviçal (agora lesionado vamos ver quanto tempo vai ficar de fora), mas já não é ameaça que costumava ser, e a troca “bombástica” de algumas semanas atrás, com o Trent Richardson a vir de Cleveland também não tem sido o factor que tem feito uma grande diferença.

Mais uma vez, o “chavão” que esta é uma “Liga de QB´s” se confirma. Luck era ”apenas” uma promessa quando foi selecionado pelos Colts, agora é o jogador que pode levar a equipa ao Super Bowl…onde Manning já os levou.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s