Dentro da Game Room para a semana Divisional Round(2013)

Quando os fãs dos Broncos começaram a ver  a “vida a andar para trás”… especificamente um ano para trás

Quase que se conseguia “sentir o colapso” a acontecer novamente.

Depois de estar a liderar o marcador por 17 pontos ao intervalo, os Denver Broncos, depois de seguramente terem passado uma semana a ouvir falar da derrota do ano passado no Divisional Round contra Baltimore e como estiverem tão perto da Final de Conferência para perderem ingloriamente no final, devem ter começado a temer o pior no quarto período do jogo contra os Chargers.

Aos 12:59 do 4ºperíodo, Rivers encontrou Keenan Allen (o wide reciever rookie dos Chargers) para um touchdown (TD) que colocava a diferença em 10 pontos. Denver reagiu bem, e com uma corrida para TD de Moreno, o que colocava basicamente os Broncos à frente do marcador para ficar. No entanto, os “fantasmas do colapso” apareceram quando os Chargers marcaram novamente na ligação Rivers- Allen para TD e depois um field goal de Nick Novak para colocar a diferença no marcador de 7 pontos com 3:53 para jogar.

Quando os Chargers fizeram o kickoff, Trindon Holliday, o return men para Denver conseguiu chegar às 27 jardas  dos Broncos, onde Peyton começou aquele que seria o drive para salvar o jogo.

Podem imaginar que, depois de uma falta por false start, uma corrida de Moreno para menos duas jardas e um passe incompleto para Demaryius Thomas, de repente os Broncos estavam com uma 3ª tentativa e 17 jardas para ganhar. Na linha lateral, Rivers já devia estar a ver quais as melhores jogadas para dar uma oportunidade ao rookie fenómeno dos Chargers para mais um TD e levar o jogo para prolongamento.

No 3º down, San Diego enviou quatro jogadores para colocar pressão em Manning, deixou ficar sete jogadores na segunda e terceira linha defensiva para tapar todas as linhas de passe dos recievers dos Broncos… e Manning, com toda a “calma do mundo”, esperou que Julius Thomas completasse a sua rota para a linha lateral, 4 jardas para lá do marcador de down, e fez um passe perfeito para o catch e o primeiro down.

thomas

O drama não acabou ai, porque no mesmo drive ainda houve duas situações de 3º down, numa Manning teve um passe de 9 jardas para Thomas para 1º down, e Moreno teve uma corrida de 5 jardas num 3º down e 1 jarda. E that was all she wrote.

Se por um lado, se pode dizer que os Broncos não fizeram nada de mais, e se tornarem a repetir tal “gracinha” contra uns Patriots ficam pelo caminho, por outro, mostraram que a equipa sabe lidar com adversidade, e não se deixou afectar pelo que aconteceu o ano passado. E ao mesmo tempo, pode também servir como lição no caso de terem de segurar uma vantagem contra os Patriots, o que não aconteceu na Semana 12 da época regular, quando foram a New England e estiveram a ganhar 24-0 antes de…well, antes de colapsarem e acabarem por perder o jogo em prolongamento.

O confronto Brady-Manning (XV) pode não ser quem é que “impõem a sua vontade” sobre o adversário, mas sim quem é que não “cede sobre pressão”.

bradyman

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s