Dentro da Press Room para a 4ªsemana de Abril (2014)

press room

Esta semana no Dentro da Press Room, quando se tem de escolher entre ter menos um jogo em casa (com o dinheiro que isso envolve) e…vir jogar à Europa. Vejam o que estão as equipas a escolher.

Desde que começámos a ter jogos na Europa, evento que foi batizado pela NFL como a “International Series”, um total de 13 equipas já visitaram o “Velho Continente”.

New England Patriot cheerleaders 4

Desde 2007 já tivemos os Patriots, Buccaneers e os 49ers (duas vezes), Dolphins e Giants, Chargers e Saints, Broncos e Bears, Rams e Steelers, Vikings e Jaguars.

Para além da (incessante) conversa sobre uma equipa da NFL poder ter Londres como a sua sede (que vai desde o Comissário da Liga até alguns influentes donos), há sempre a curiosidade em ver quem é que se mostra disponível para vir à Europa. Todos sabemos que as motivações são de expansão de mercado para um continente inteiro, criação de uma base de adeptos que comprarão os produtos tanto da NFL (por exemplo o Game Pass) como de equipamentos.  Claro que também haverá uma parte de “relações públicas”, mas sabemos que o que motiva os donos das equipas é ter retorno financeiro nas iniciativas que têm.

Esse interesse é reforçado quando vemos equipas que não são as “habituais” (como é o caso de uns Jaguars que já estão comprometidos para vir a Londres em 2015 e 2016) a quererem participar também na Internacional Series. Algumas destas equipas são “pesos pesados” da Liga, que até nem são equipas “óbvias” de fazerem tal “esforço” para vir à Europa. Equipas como os Cowboys, como os Falcons, como os Lions. Os Falcons este ano, terão menos um jogo em casa, porque o jogo em Londres fará parte dos 8 jogos que cada equipa tem no “seu estádio”. Portanto, parece que cada vez mais, é “apetecível” para uma organização da NFL de vir mostrar os seus talentos a um público Europeu.

Uma demonstração disso mesmo foi o novo acordo que os Bengals fizeram com Hamilton County (a região onde estão sediados os Bengals). Neste novo acordo estão incluídos um aumento (e melhoramento) dos balneários, a construção de uma nova sala de treino de força (valor estimado para estas obras de 2 milhões de dólares), construção de novos écrans gigantes no Paul Brown Stadium no valor de 2.5 milhões, e 6 milhões para outras obras não descriminadas. A organização dos Cincinnati Bengals ficou de contribuir para a instalação do sistema de Wi-Fi no estádio, assim como de renovar o mobiliário em dois lounge clubs onde são organizados eventos, tanto empresárias como sociais.

pbs

Mas também parte do acordo foi a “autorização” de Hamilton County que os Bengals possam ter dois jogos em casa…na Europa. O antigo acordo incluía a cláusula da obrigatoriedade dos 8 jogos em casa serem no Paul Brown Stadium. Isto significa que, apesar de todo o dinheiro dado tanto pelo County como pelos Bengals para renovações no estádio, 13% do retorno de ter jogos em casa passam agora a não existir. A não ser que…

Quando a Liga e os donos das equipas entram em iniciativas que “mexam” com as fontes de receitas é porque consultaram com os economistas (e advogados) para ver qual a relação “custo-benefício”. Como tal, quando se fazem as contas do dinheiro que a organização recolhe por vir à Europa, comparado com ter menos um jogo em casa… as equipas querem vir a Londres. É porque hán (mais) dinheiro para fazer.

Não tenhamos ilusões. A continuação da International Series ou uma equipa a tempo inteiro na Europa continuará a ser um objetivo para a Liga (assim como é uma equipa em Los Angeles) enquanto for economicamente vantajoso para a NFL.

Mas também é algo com que podemos viver tranquilamente.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s