Dentro da Press Room para a 2ª semana de Junho (2014)

press room

Esta semana no Dentro da Press Room, cuidado com a “ambição”. Pode chocar com…outras ambições.

A semana passada um grupo de 15 jogadores apresentou uma queixa num tribunal de Filadelfia que novamente está associada à questão de traumatismos cranianos, principalmente com a acusação que a NFL sabia dos riscos envolvidos e escondeu essa informação dos jogadores.

O que causou mais “furor” desta vez, comparando com outros casos semelhantes (neste momento para um total de 4.800 jogadores), é que neste grupo de 15 aparecia o nome de … Dan Marino.

marino1

Não é preciso estar a apresentar este ex-jogador, não só em todo o percurso que fez como atleta, como agora sendo uma das caras de vários produtos a ver com futebol Americano, nomeadamente participando durante vários anos no programa de Domingo da CBS.

Quando esta informação começou a correr a imprensa, não demorou muito tempo até Dan Marino ter produzido um comunicado de imprensa dizendo que “durante o último ano eu dei autorização que fosse feita uma reclamação no caso de eu precisar de tratamento médico para me proteger a mim e à minha família no caso de eu sofrer de repercussões de um traumatismo craniano. Ao fazer isso não sabia que seria imediatamente incluído como um queixoso numa queixa em tribunal contra a NFL. Eu decidi que não é necessário o meu nome em qualquer das secções tanto da queixa como de qualquer outra reclamação e assim dei ordem para que o meu nome fosse retirado das mesmas. Sinto simpatia pelos jogadores que procurem a compensação pelo que sofreram.”

Que Marino não sabia o que a sua equipa de advogados anda a fazer é no mínimo incompreensível. Mas vamos acreditar que ele não foi informado corretamente das implicações que tinha adicionar o nome dele à reclamação inicial.

E não vamos “fazer má-língua” e dizer que Marino, depois de ver todas as respostas de desagrado por parte da NFL e afiliados, pensou melhor no que significava colocar aquele que é (para todos os efeitos) o seu “ganha-pão”, uma ligação ao futebol Americano no pós-carreira desportiva, numa posição de “mau da fita”.

marino2

Ou será que sim?

Tem sido relatado na imprensa local e nacional  que Dan está em negociações com os Dolphins para ter uma posição dentro da organização. Não seria a melhor “posição negocial” para Marino dizer aos Dolphins que quer ser seu empregado, e por inerência empregado da NFL, ao mesmo tempo que faz parte de um processo de queixa-crime contra a Liga.

Como em muitas histórias, existe uma “lição de moral”… neste caso, não é boa ideia “morder a mão que nos alimenta”

Advertisements

One comment on “Dentro da Press Room para a 2ª semana de Junho (2014)

  1. O Dan Marino tem outro impacto ao incluir o seu nome na lista de queixosos, mas realmente não faz sentido, porque tudo o que ele alcançou deve-se em 1º lugar ao seu talento mas também á NFL que o projetou. Entendo a posição destes ex-jogadores mas fico a pensar porque que alguns se queixam e outros não?! todos apanharam “pancadas”, e será que quando iniciaram a praticar este desporto não sabiam dos riscos? Já agora têm conhecimento de universidades serem processadas por ex-jogadores? também existe futebol americano lá
    cumprimentos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s