Dentro da Game Room para a semana 17(2014)

Esta semana, quando o Dentro do Game Room, o que é preciso para ser um MVP

J.J. Watt, defensive end (DE) dos Houston Texans, deve pensar, de vez em quando, que devia ter dedicado a sua carreira a ser quaterback (QB) na NFL. Ao menos assim podia ganhar mais facilmente o prémio de Most Valuable Player (MVP) que como o próprio nome significa é o “jogador mais valioso da época” e não o de melhor QB.

jj2

Enquanto alguns dos jogadores da NFL são candidatos por serem QB’s, neste caso, J.J. Watt devia ser candidato por NÃO ter um QB. Os Texans tiveram como organizador de ataque, Ryan Fitzpatrick, Ryan Mallett, Case Keenum e Tom Savage. Se Houston tivesse tido um QB, bastava razoável, e seguramente estariam nos playoffs.

E sem Watt, alguém acredita que esta equipa ficaria com 9 vitórias e 7 derrotas? Watt conseguiu 78 placagens, 20.5 sacks (derrubar o QB com posse de bola), 4 fumbles forçados, 5 recuperações de fumbles, 10 passes deflectidos, 3 receções de passes e 5 touchdowns.

E isto tudo apesar de jogar num sistema defensivo de 3-4 como DE, quando normalmente é muito mais fácil chegar ao QB quando se joga numa formação de 4-3, e também para além do facto de ter quase sempre dois jogadores a estorvar a sua acção. E ainda, tudo isto sem ajuda do Jadeveon Clowney, que estado lesionado a maior parte da época nada fez para contribuir para a defesa de Houston.

jj3

É verdade que QB’s têm uma contribuição mais decisiva. Se Dallas, ou Green Bay ou Denver não tivessem os seus QB’s, podíamos pensar nestas equipas sequer como equipas de playoff, quanto mais equipas para chegar ao Super Bowl? A balança que determina quem leva os votos de MVP continua muito desequilibrada para jogadores atacantes.

O que leva a pensar que, numa época onde as estatísticas sobre o jogo são agora uma das ferramentas mais utilizadas para analisar o jogo, pode-se avançar para outros prémios para além daqueles mais tradicionais. Talvez o MVQB? A MVU?

De qualquer maneira, para quem vota para MVP, devia-se ter em conta o seguinte: quando um coordenador atacante tem que organizar o seu ataque para evitar um defesa em particular (por exemplo, quando Green Bay, no jogo inaugural este ano nunca lançou uma vez que fosse na direção de Richard Sherman) só isso deve dar para tomar em consideração em quem se vota.

jj1

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s