Previsões de Pedro Viana – Rescaldo do Super Bowl XLIX

Olá a todos,

Esta semana não há previsões a fazer, pois infelizmente entrámos na pior altura do ano… o defeso. No entanto e em jeito de rescaldo do Super Bowl XLIX, irei fazer algumas observações sobre aspectos do jogo deste último Domingo, que foi, diga-se de passagem, super emocionante.

Houve várias performances fantásticas neste jogo, algumas das quais ficaram obscurecidas, não só, pelo facto de Tom Brady ter batido recordes neste Super Bowl e ainda por cima contra a defesa nº1 da liga este ano (daí ter recebido o prémio de MVP do jogo) e também por ter acontecido o que aconteceu na última jogada de ataque de Seattle.

Uma dessas performances foi a de Julian Edelman, que teve 9 recepções em 12 possíveis, para 109 jardas e 1 TD. A isso somou uma placagem, 1 corrida para 7 jardas e retornou ainda 3 punts para 27 jardas. O que estas estatísticas não nos dizem é que a sua placagem salvou um TD na intercepção conseguida por Jeremy Lane. Não nos dizem também que numa 3ª tentativa e 3, ele fez o bloqueio sobre K.J. Wright que permitiu a Gronkowski obter o 1st down. Ou que a perder por 24-14 no 4º período, numa 3ª tentativa e 14, Edelman conseguiu conquistar o 1st down (ganho de 21 jardas), depois de ter sofrido uma placagem fortíssima de Kam Chancellor (capacete com capacete), que teria tirado muito boa gente de jogo, e apenas 2 minutos mais tarde voltou a conseguir um 1st down, numa 3ª tentativa e 8 para mais um ganho de 21 jardas. Como se isso não bastasse no drive seguinte Edelman voltou a ganhar um novo 1st down, com jardas ganhas em corrida depois de ter recebido o passe, e marcou o TD que passou os Patriots para a frente no marcador. Em suma, estes números não nos dizem que Edelman conquistou em corrida 47 jardas após a recepção de passe, que das suas 9 recepções, 4 foram para 1st down e 3 das quais obtidas em 3rd down, ou seja, tendo em conta que das 50 tentativas de passe de Tom Brady, apenas 11 viajaram 10 ou mais jardas pelo ar, sem Edelman e as suas jardas ganhas após a recepção e a sua resiliência ao contacto, os Patriots não teriam vencido este jogo.

Outro jogador que teve uma performance fantástica foi Malcolm Butler. Claro que toda a gente se recorda da sua intercepção na última jogada de ataque dos Seahawks, mas é importante referir que quando Butler entrou em campo, passou a ser o CB preferido de Russell Wilson na direcção de quem passar a bola – à imagem do que os Patriots fizeram com Tharold Simon, que substituiu Jeremy Lane, e permitiu 7 passes completos de 11 lançados na direcção de WR’s a serem marcados por si, resultando num ganho total de 91 jardas e 2 TD’s – mas ao contrário de Simon, nos 6 passes enviados na direcção do WR a ser marcado por Butler, ele conseguiu tocar na bola 3 vezes (2 passes deflectidos e uma intercepção) e apenas permitiu 2 passes completos. Um deles foi a recepção acrobática de Kearse já no fim do jogo, após Butler ter deflectido o passe e o outro foi uma recepção de 6 jardas também de Kearse. Digno de registo é que Butler entrou em campo para substituir Kyle Arrington que permitiu 3 passes completos em 3 passes lançados na sua direcção, para um ganho total de 122 jardas, e Logan Ryan que na jogada do TD de Chris Matthews deu 7 jardas de espaço em relação ao WR, com 11 jardas para defender…

No entanto o sucesso de Butler na jogada de intercepção, surgiu às custas de um seu companheiro de equipa: Brandon Browner, o ex-Seahawk. Browner que mal se ouviu falar durante o jogo, permitiu apenas um passe completo para um ganho de 25 jardas de Kearse, teve também um espectacular passe deflectido já perto do fim, e é de notar que foi ele que pediu aos seus treinadores para passar a marcar Chris Matthews, depois da bela sequência de passes recebidos pelo WR nos segundo e terceiro períodos, e que a partir daí não permitiu ao rookie mais nenhuma recepção.

Mas a jogada mais importante de Browner, foi mesmo a da intercepção de Butler, em que o primeiro estabeleceu contacto com Kearse na line of scrimmage e impôs toda a sua capacidade física, impedido que o WR de Seattle o empurrasse na direcção do seu colega, permitindo que Butler tivesse assim caminho livre para a bola, ao contrário do que estava planeado na jogada que foi executada pelos Seahawks.

E por falar nessa fatídica jogada, muito se tem dito sobre a mesma, mas se tivermos em conta o que tem sido o tipo de jogadas chamadas em situações semelhantes, desde que Pete Carroll é treinador dos Seahawks, a escolha da jogada não é de estranhar. Já várias vezes a equipa foi criticada por utilizar Russell Wilson em corridas pelo exterior ou tentar passes, que em ambas as situações não deram em TD, quando tinham lá Marshawn Lynch para correr com a bola. Senão vejamos, e reportando-nos apenas a esta época, os Seahawks executaram 19 jogadas dentro das últimas 3 jardas do adversário esta época (antes do Super Bowl). Dessas 19 jogadas:

– 11 foram corridas de Lynch, que marcou TD em 5 delas;

– 2 foram corridas de Wilson, em que este fingiu dar a bola a Lynch e marcou TD das duas vezes;

– 6 foram jogadas de passe, que resultaram em 3 passes completos (2 para TD) e num sack;

Na maioria das vezes os adeptos da equipa não se queixaram muito, pois a equipa foi capaz de ultrapassar esses erros ainda no decorrer do jogo. O problema foi que desta vez os treinadores de Seattle optaram pelo tipo de jogada que apenas lhes tinha dado sucesso em 33,33% das vezes, em detrimento do tipo de jogadas que lhes deu perto de 50% ou 100% de sucesso, e logo no fim do jogo mais importante da época e contra a equipa da liga que pior defendia jogadas de corrida em situações semelhantes…

Mas, não foi só por aqui que os Seahawks perderam o jogo, pois apenas com 3 conversões de 3rd down em 10 possíveis (incluindo 2 conversões falhadas com apenas 2 jardas para avançar) e com uma eficácia de 3 em 5 na red zone, é difícil vencer-se uma equipa tão bem organizada como a dos Patriots, mesmo com recepções miraculosas…

Ainda assim, eu teria metido a bola nas mãos do Marshawn Lynch e vencido o jogo, mas isso sou só eu, um homem da defesa e que adora jogadas de corrida…

Um último recado para Doug Baldwin, que teve uma muito merecida multa da liga, pela sua absurda comemoração de TD… Quer dizer, recebe um único passe no jogo todo em que esteve a ser marcado por Revis, para um ganho de apenas 3 jardas, para um TD é certo, mas numa jogada em que o CB dos Patriots vai contra um dos árbitros, o que permite com que Baldwin fique livre de marcação e o WR ainda vai troçar de Revis e fazer uma celebração daquelas? Really???

Por último e para fechar, aqui ficam os resultados da época e da previsão para este Super Bowl.

Resumo do resultados do Super Bowl XLIX:

Resultados certos: 0/1 (0.00%)

Vencedores certos: 1/1 (100.00%)

Previsões mais acertadas do que Las Vegas: 1/1 (100.00%)

Resumo dos resultados da época:

Resultados certos: 9/251 (3.59%)

Vencedores certos: 170/251 (67.73%)

Previsões mais acertadas do que Las Vegas: 101/213 (em 38 jogos a previsão foi igual) (47.42%)

Venham de lá então os vossos comentários porque previsões, só se for para a próxima época 😉

Advertisements

2 comments on “Previsões de Pedro Viana – Rescaldo do Super Bowl XLIX

  1. Grande post Pedro! Eu também tenho a mesma opinião, para mim o MVP do jogo era para o Edelman. A quantidade de jardas pós catch que ele ganhou é incrível. Mas não me choca que tenham dado ao Brady, aliás MVP da época foi Rodgers em vez de Watt, mas isto sou eu que sou um fã do jogo defensivo(não fosse eu fá dos 49ers). Brady já ganhou um lugar na história da NFL e está aberta a discussão de bar sobre the GOAT. Uns têm o argumento que Montana tinha um grande elenco cheio de pro-bowlers, os outros têm o argumento que Brady precisou de 3ºs para ganhar 3 SB(Adam Vinatieri 2 vezes e agora Butler). Acho que vai ser a discussão dos próximos anos…

  2. tom brady não merecia perder outro SB depois de outro passe de sorte…
    tom brady mostrou porque é dos melhores QB de sempre (o melhor que eu já vi….)
    doug baldwin e o richard sherman com as suas provocações e parvoíces durante o jogo ficaram muito mal na fotografia…. (gosto do sherman e da sua maneira de ser, mas não se fala de alto antes do fim do jogo)
    edelman é pequeno em altura, mas é um durão como poucos no campo!

    a jogada do fim do jogo…. erro completo…. era 2º down, faltava 1 jarda, o lynch tinha acabado de correr 5 ou 6 jardas na jogada anterior, é só fazer um quick snap e correr outra vez…. se não se entrasse na endzone então sim, pediam o timeout para a 3º tentativa, porque assim até tinham mais tempo para preparar melhor as jogadas finais e os afazeres de cada jogador… ainda assim grande jogada defensiva e o kearse podia ter feito um melhor bloqueio na jogada…é pena para o carrol e para o russel wilson porque tinham feito um drive fabuloso a acabar a 1º parte em que 90% dos treinadores e QB teriam optado por fazer o kneel down ou depois dos 1ºs passes fazer o FG….

    Grande superbowl!! e grande atuação do tubarão azul esquerdo durante o intervalo 😉

    para o ano espero pelos cowboys no SB!! mas agora que venho o combine e o draft!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s