Quando a normalidade acompanha o progresso (e faltam 9 semanas)

Apesar de em Portugal esta situação já estar resolvida (mas irá continuar a haver “ataques”, aos que é preciso estar vigilante), em outros países, que até podemos pensar que são mais “avançados” que o nosso, continua a ter de se lutar por princípios básicos de igualdade.

E os nossos visitantes já devem saber, acompanhando as notícias dos US como a maioria de nós deve fazer, que o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi considerado como Constitucional nos 50 Estados da América, o que legaliza assim essa união em todo o território.

Depois do termos observado a “naturalidade” (apesar de também ter havido algum movimento em oposição) com que Michael Sam foi aceite na NFL como um homem homossexual, agora há todo um “novo mundo” que se abre para pessoas que tem essa natureza.

Agora foi a vez de Fred Smoot, que jogou na NFL por nove épocas, onde jogou pela equipa de Washington e pelos Vikings. Numa sessão de “pergunte-me qualquer coisa” no Reddit ele disse que jogou com “vários jogadores gays”, que “toda a gente na equipa sabia que esses jogadores eram gays” e que “ninguém queria saber”.

nflcolors

Se fizermos as contas, existem 1.696 por época na NFL, de acordo com uma estimação do New York Times em 2015 existem, pelo menos, 5% de pessoas homossexuais na população, logo, por uma regra de três simples, existem muitos homens gays nas equipas da NFL.

E este despreendimento por parte dos colegas no balneários, nas salas de treinadores, e no campo, é, na minha opinião, algo bem vindo. E aliás é consistente com o que temos visto a acontecer, principalmente na imprensa, em 2012 na revista Outsports, doze jogadores diziam que não se importavam de jogar com um colega gay, no último número da revista já tinham recolhido 62 testemunhos.

Para um heterossexual e liberal como eu, há dois benefícios, por um lado observa-se um progresso civilizacional onde se progride para uma maior igualdade sem preconceito muito pouco saudáveis, e por outro lado, desde que o próximo gay nos Dallas Cowboys leve a equipa a ganhar o SuperBowl, já estou como o Fred Smoot, “I don’t really care”.

samdallas

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s