Dentro do Game Room (Week5-2016)

game room

Hummm….

Os Atlanta Falcons, como se devem lembrar, começaram o ano passado  com 4 vitórias e 0 derrotas (4-0), e na altura aventa-se a possibilidade de a equipa do treinador de primeiro ano, Dan Quinn, poder ser uma legitima candidata a chegar ao Super Bowl.

Nem aos playoffs chegaram.

O resto da época foi um descalabro, e muitas perguntas ficaram no ar sobre a época que seria este ano.

quinn

As coisas ficaram ainda mais preocupantes quando os Falcons receberam em casa os Tampa Bay e perderam, e de uma forma convincente.

Desde então?  A equipa ganhou em Oakland (que está 4-1), deu uma tareia nuns Saints que entrevam no jogo com todas as ganas para ganhar o jogo no 10º aniversário da reabertura do Mercedez Benz Superdome, e em duas semanas ganhou, com todo mérito, às duas equipas que estiveram no Super Bowl do ano passado.

E a vitória deste domingo, em Denver, só para não deixar dúvidas.

E neste jogo, a adaptação de Kyle Shanaham (o coordenador atacante de Atlanta) fez ao sistema defensivo de Wade Philips (o coordenador defensivo de Denver) foi exemplar. Vindo de um jogo onde tinha conseguido 300 jardas em receções, Julio Jones foi marcado por dois defesas quase todo o jogo. Sabendo Shanaham que o fronte seven dos Broncos gosta de colocar pressão nos quarterbacks adversários, Ryan estava instruído para libertar a bola, rápido e em passes curtos e principalmente aproveitar o desequilíbrio de haver menos jogadores na zona da segunda linha defensiva.

Devonta Freeman e Tevin Coleman, os running backs, aproveitaram, e com rotas rápidas e curtas, ofereceram durante a tarde toda linhas de passe sem pressão defensiva. Freeman teve 35 jardas em 3 receções, e Coleman 132 em 4 receções com um touchdown.

dav

Julio Jones, interrogado pelo jogo mais modesto que teve disse que “não me importa nada, quer dizer que temos mais armas no ataque”.

Esta equipa de Altanta podem colapsar novamente, é verdade, mas dá a sensação que esta equipa está mais preparada para lidar com o sucesso, e o segundo ano de trabalho de Shanaham com Ryan pode estar a criar o tal ataque devastador que os fãs e os analistas da NFL pensavam que os Falcons podem mostrar.

kuyle

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s