Dentro da Press Room (Week11 -2016)

dentro de uma press room2

O treinador dos Browns, Hue Jackson referindo-se à lesão do quarterback Kessler, e o facto de a sua época poder ter terminado. “Vamos definitivamente falar com o staff médico. Está em jogo a carreira, e o futuro, de um jovem. Temos de fazer aquilo que é correto.

O treinador dos Lions, Jim Caldwell sobre o facto de a sua equipa ter o hábito, nesta época, de ganhar os jogos depois de estar a perder no quarto período. “Eles [os jogadores] não desistem e arranjam maneira de ganhar o jogo. Vamos tentar ganhar mesmo que estejamos a perder por 2.000 pontos.


Com Dak Prescott a jogar desta maneira, é complicado defender que deve ser o Romo a titular.” Ricardo Silvestre em conversa particular com Pedro Viana, ambos do NFLemPT.com.
Pela segunda vez, Chris Conte conseguiu uma interceção que ajudou na vitória dos Bucs. Depois de ter roubado a bola contra os Bears na semana anterior, a vítima foi desta vez Kansas City, com Conte a evitar um touchdown na sua zona final o que originou depois o touchdown dos de Tampa Bay, e a vitória no jogo. Sobre a jogada, Conte disse que, “Eu não fiz nada que, possa dizer, tenha sido extraordinário.”
conte

Num dia em que Beckham, wide reciever dos Giants, teve só 5 receções para 46 jardas, ele fez saber que não está incomodado com o facto de ter tido poucas bolas lançadas na sua direção (7). Pelo contrário, ele disse que “Estou feliz por termos ganho.” no lugar de estar frustrado por não ter feito mais parte do jogo atacante.
Sam Bradford, depois da vitória dos Vikings contra Arizona disse que “Estava a ser um peso sobre toda a gente. Podíamos o sentir, no treino e no balneário.
Depois de dar a volta ao marcador nos últimos dois drives, com dois touchdowns, para bater os LA Rams, o treinador dos Dolphins, Adam Gase disse que, “Eu nem sei como aconteceu.
gase

Russel Wilson, o quarterback  dos Seattle, recebeu o seu primeiro passe para touchdown na sua carreira, um passe de 15 jardas de Doug Baldwin. “Eu acho que andávamos para fazer esta jogada já à uns quatro ou cinco anos.” Hummm. Se calhar era de guardar para um momento mais crucial, não? Do que numa vitória por 26-15 aos Eagles.
De volta ao local de origem, a Bay Area, o nº12 dos Patriots, lançou uma bola para os seus fãs que esperavam na entrada do túnel, depois de mais uma vitória dos Pats, desta vez contra os 49ers. “Foi muito bom. Não há coisa melhor que isto. Ter uma oportunidade para jogar aqui, é muito especial.” Disse Tom Brady.
Depois do famosos “YOU LIKE THAT?!”, o quarterback de Washington continua a fazer títulos de imprensa com frases feitas. Desta vez, depois de uma excelente exibição contra os Packers, e ao passar pelo General Manager da equipa, Scot McCloughan, com o qual Cousin está em disputa para ter um contrato a longo prazo com pelo menos 20 milhões garantidos para a próxima época (algo que o GM não parece muito convencido em fazer), Kirk gritou-lhe “HOW YOU LIKE ME NOW?“.
like
A seguir, “How you like them apples!”?
apples
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s