Dentro da Press Room Week12-2017

Sejam bem-vindos ao Dia de Ação de Graças de 2018.

Muito aconteceu nestas últimos oito meses, a nível global, do Continente Europeu, e principalmente nos Estados Unidos.

Ainda estamos todos estupefactos desde que, no verão deste ano, numa sequência de notícias completamente estrondosas (ao que já estavam habituados depois de um ano de experiência nesse particular) o Procurador-especial, Robert Mueller, entrou em contacto com os advogados do então Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com a acusação final sobre os factos referentes a:

1) Lavagem de dinheiros de oligarcas Russos
2) Desrespeito pelo Clausula dos Emolumentos, tendo sido provada o aproveitamento por parte de Trump de dinheiro e prendas de países estrangeiros
3) Associações ilegais com grupos na lista Americana de conglomerados financeiros proibidos de terem negócios nos Estados Unidos ou em associação a cidadãos Americanos.
4) Conluio com uma potência estrangeira e hostil aos Estados Unidos para prejudicar um adversário político nas eleições Presidenciais de 2016.

mueller

Porém, o desenvolvimento mais inacreditável foi quando o então Presidente, para não levar o país a uma situação de Crise Constitucional com processos de Impeachment e litígios em tribunal, concordou em apresentar a sua demissão com apenas duas condições;
1) que Ivanka Trump fosse nomeada para Vice-presidente dos Estados Unidos, e mediante a resolução do processo de destituição do atual Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, Ivanka ser a primeira mulher presidente dos USA

ivanka
2) Que fosse oferecida a Donald Trump o lugar de Comissário da National Football League.

Após semanas de deliberação, as condições foram aceites pelos membros da Casa dos Representantes para o primeiro caso, e pelos 32 donos das equipas da NFL para o segundo, e os Estados Unidos passaram a ser, imediatamente um país melhor.

Não é a primeira vez que o ex-Presidente lida com o mundo do futebol Americano e com a NFL. Já no ano de 1983 Trump foi o dono da equipa dos New Jersey Generals, da United States Football League, chegando a colocar a NFL em tribunal por acusação de monopólio dessa liga a nível de utilização de estádios e direitos televisivos.

usfl

De dizer que nessa altura, um Juiz deu razão a Trump e ordenou a NFL a pagar…1 (um) dólar em indeminizações.

No entanto, o actual Comissário disse na tomada de posse que não há qualquer ressentimento, juntando a isso um tweet que dizia simplesmente #MNFLGA

Agora que estamos a meio da época, com os Jacksonville Jaguars como grandes favoritos ao título depois de terem conseguido convencer Tony Romo a deixar a cabine da CBS para voltar ao ativo, deixamos aqui algumas das últimas medidas propostas pelo Comissário Trump para os donos das equipas:

1) Utilização do Livro “Art of the Deal” para as negociações do CBA, com os donos das equipas a ficarem com tudo e os jogadores a ficarem sem nada, a acrescentar que os atletas terão de enviar ao Comissário uma nota de agradecimento por estarem na Liga e jogarem nos Estados Unidos todas as terças-feiras.

2) Agora teremos jogos todos os dias, uma vez que é “preciso mais violência e traumatismos cranianos na NFL

3) Os jogos só vão passar na FOX-News quando for realizado o novo contrato televisivo.

4) Durante a rendição do hino, os jogadores não só têm de estar de pé, mas têm de estar agarrados a uma bandeira, com lágrimas nos olhos, e um boné vermelho a dizer #IVANKA-MAGA

5) As bandeiras dos árbitros vão passar, na próxima época, de amarelo vivo para dourado, para ficar mais perto da cor favorita do Comissário.

6) Jerry Jones (Cowboys) e Robert Kraft (Patriots) são agora os “sub-Comissários” para colocar todos os outros donos “na linha”.

7) No próximo ano, os jogos em Londres passaram para Moscovo, St. Petersburgo e Sochi, e o jogo do México será anulado, por razões óbvias.

8) As cheerleaders terão de ter balneários acessíveis para o Comissário poder fazer visitas surpresas, e nenhuma delas poderá acusar Trump de assédio sexual sob risco de serem despedidas.

9) As equipas em estados Liberais têm de contribuir mais do que as que estão em estados Conservadores, e com algumas equipas a serem dissolvidas por pertencerem a estados realmente Liberais (SF, LA A e B, SEA. NY A e B escapam por estarem em Nova Jersey).

10) Donald Trump Jr., depois de sair da prisão, será o sucessor de Trump. Ou ele ou a Ivanka, se perder as eleições de 2020.

E pronto, um admirável mundo novo. Quanto a nós, vamos continuar a seguir o desporto e esperar que o Super Bowl, com o Half-Time show patrocinado pela NRA, não tenha tantas vítimas mortais como aquilo que se espera que aconteça.

Feliz Dia de Ação de Graças

happy.jpg

Advertisements

2 comments on “Dentro da Press Room Week12-2017

  1. rd81
    22 DE NOVEMBER DE 2017 @ 0:05
    week 12 – 2017
    previsoes
    lions
    dallas
    skins
    falcons
    bengals
    colts
    chiefs
    pats
    jets
    eagles
    rams
    49ers
    arizona
    raiders
    steelers
    ravens
    equipas da casa dominam!

  2. week 13 – 2017
    previsões:
    Dallas
    falcons – grande jogo pode cair para qualquer lado
    ravens – tucker resolve!
    bills – why not?
    dá bears (não sei porquê que aposto tanto neles)
    buccs – game over packs?
    jags
    broncos – 2 equipas que desiludiram muito esta epoca
    carolina – big game
    jets – go raiders ! apanha ai os chiefs
    titans
    LA Chargers
    Arizona
    Just win Baby – Raiders
    eagles – fly fly
    steelers

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s